Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Governo aumenta em 5 vezes recursos investidos em saneamento básico

14 Jul 2010 - 15h12Por Fátima News com assessoria

Além de praticamente dobrar os recursos para a saúde em três anos e seis meses de gestão, o governador André Puccinelli aumentou em 500% (cinco vezes) os recursos para saneamento que é o melhor investimento em saúde preventiva. Até dezembro, quando termina a atual administração, terão sido aplicados R$ 420 milhões, ante os R$ 84 milhões que o governo do PT contabilizou em oito anos (entre 1999 e 2006).

A rede de esgoto aumento 138%, passando de  868 quilômetros (2006) para 2.022 quilômetros (2010), ampliando de 20% para 60% da população o nível de cobertura com esgoto. A oferta de água potável foi ampliada com a implantação de 480 quilômetros de rede de água. “Literalmente saneamos a Sanesul que recuperou sua capacidade de investimento com recursos próprios e captação de recursos com financiamentos”, comenta o governador.

Ele lembra que total aplicado, 40% são recursos próprios, da estatal e do próprio Governo, enquanto os 60% complementares resultam de parcerias com o Governo Federal por meio de recursos do orçamento da União ou mesmo empréstimos junto à Caixa Econômica Federal. Foram feitos investimentos em praticamente todos os 68 municípios (inclusive) distritos onde Sanesul detém a concessão.

Só nos cinco maiores centros urbanos atendidos pela empresa (Dourados, Corumbá, Três Lagoas, Ponta Porã e Aquidauana) foram aplicados R$ 218 milhões.  Isoladamente a cidade que recebeu o maior volume de investimento foi Corumbá, R$ 88 milhões, que terá 80% da sua população atendida com rede de esgoto (antes não havia metro sequer de rede) com a construção de 263 km, além de 24 km de rede de água, o que porá fim aos problemas de desabastecimento em regiões mais altas da cidade.

Dos R$ 88 milhões, R$ 43,5 milhões são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da União e o restante, R$ 45 milhões, contrapartida do Estado (R$ 11,4 milhões) e da própria empresa (R$ 33,5 milhões).

Dourados, que teve R$ 65 milhões de investimento, de 20% passará a ter 67% da população com esgoto; Três Lagoas (com R$ 40 milhões em obras) terá 70% de cobertura com saneamento e Ponta Porã (beneficiada com R$ 20 milhões) o índice de cobertura de esgoto saltará de 6% para 38% da população.    


Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico