Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Governo atende pedido de Zé Teixeira e reduz pauta do trigo

25 Nov 2004 - 17h53

O governo estadual decidiu alterar os valores de Pauta Referência Fiscal referentes ao trigo, conforme Portaria Nº 1672, publicada na edição de ontem do Diário Oficial do Estado.

A Portaria, assinada na terça-feira pelo Superintendente de Administração Tributária,Gladiston Riekstins de Amorim, estabelece o valor de R$ 19,80 para a saca do trigo em grão na comercialização interna e atende a pedido do deputado estadual Zé Teixeira (PFL).

A medida também fixa em R$ 24,00 o valor da saca do produto para operação interestadual.

Há dias, o deputado solicitou do governo do Estado a redução da Pauta Fiscal do trigo incidente sobre as operações interestaduais, alterando o valor da saca de 60 quilos, cotada hoje a R$ 34,20, passe a R$ 18, preço efetivamente obtido com a comercialização do produto.

O pedido de Zé Teixeira foi encaminhando ao secretário de Estado de Receita e Controle, José Ricardo Cabral e a Gladiston Amorim, destacando que deveria ser observada a mesma proporção de redução na comercialização do produto a granel.

“Agora, com a compreensão do governo que nos atendeu, os produtores, que estavam com o setor inviabilizado por causa dessa distorção, podem se organizar e comercializar seu produto com tranqüilidade e sem o risco de maiores prejuízos”, comemorou Zé Teixeira, observando que a queda no plantio do trigo, registrada neste ano, deve-se principalmente a diferença cambial. “Isso inviabilizava, principalmente, a venda do trigo para fora do Estado”, acrescentou.

Para justificar seu pedido, o deputado alegou que a Pauta de Referência Fiscal deve ser um instrumento para padronizar e facilitar o procedimento de cálculo dos valores dos produtos comercializados e, conseqüentemente, nortear a cobrança dos tributos.

Na avaliação do parlamentar, os valores constantes da Pauta Fiscal, especificamente relativos ao trigo, estão majorados e totalmente dissociados da realidade de mercado.

“Isso pode ser comprovado pela Secretaria de Receita e Controle confrontando com os valores consignados nas notas Fiscais apresentadas ao Fisco Estadual”, justificou o deputado, à época, ao fazer sua reivindicação ao governo estadual.

Nestes documentos, conforme ele, pode ser constatado que a saca de 60 quilos do trigo está sendo comercializada por aproximadamente R$ 18. “Desta forma, o produtor está pagando impostos sobre R$ 34,20 e recebendo cerca da metade pelo produto”, acrescentou.

Zé Teixeira salienta que, ao tomar essa medida importante, o governo contribui, não apenas para a classe produtora, mas para  o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, que é um estado essencialmente agropecuário, gera emprego e renda, sobretudo é um dos mais importantes celeiros do País no setor. 

 

Assessoria de Imprensa
Zé Teixeira

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos
Macabro
Filho que escondeu corpo de pai pode ser indiciado por três crimes
Novela
'Deus salve o rei': Catarina (Bruna Marquezine) mata Constantino
Novela Global
'Outro lado': Gael luta contra violência doméstica no fim
Monstro
Câmera flagra irmão à procura de menina que teria sido abusada por prefeito de Bariri
Perigo do Selfie
Três garotas caem de ponte de 20 metros ao tirarem fotos em Castelo
Campanha de filiações
Prisão de Lula faz disparar filiações ao PT
O Apocalipse
Arthur (Junno Andrade) fala na TV que Ricardo (Sergio Marone) ressuscitou em seu velório
BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas