MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 23 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
24 de Dezembro de 2004 09h47

Gol de bola parada perde terreno no Nacional

O Brasileiro-2004, mais comportado, também mostrou que a rede balançou menos após jogadas com a bola parada, considerada por muitos treinadores e atletas a mais decisiva do futebol.

Dos 1536 gols do Brasileiro, apenas 457 (29%) surgiram em cobranças de falta ou pênalti. Na edição passada, 33,4% dos gols foram oriundos desse tipo de lance.

Quem apostou na bola rolando se deu melhor. O campeão Santos fez apenas três gols de falta no Brasileiro e só quatro de pênalti, segundo o Datafolha.

O time, que reclamou muito da arbitragem na competição, conseguiu se manter à frente do Atlético-PR, vice-campeão, que marcou 29 vezes após lances de bola parada e liderou esse ranking.

Os paranaenses tiveram 18 pênaltis marcados a seu favor (13 convertidos), um recorde em uma edição de Brasileiro --o Paraná era o recordista até então, com 16 pênaltis em 2003.

No Nacional-04, foram 150 gols em cobranças de penalidades e 77 de faltas. Outros 130 tentos surgiram após cobranças de infrações, 95 saíram de escanteios e três em rebotes de pênaltis.

Na temporada passada, também com 24 times e sistema de pontos corridos, o Paysandu foi o time que menos gols fez após lances de bola parada. Foram 13, três a mais que o Santos atual.

Vanderlei Luxemburgo era o técnico do Cruzeiro, que foi campeão e marcou 102 gols em 2003 com muita ajuda desse tipo de lance --foram 34 gols nascidos de bola parada.
 
Folha Online
Comentários
Veja Também
HERBALIFE_300
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.