Menu
SADER_FULL
terça, 17 de julho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Gilda: Frango caipira é alternativa viável para assentados

21 Dez 2004 - 17h29
A presidente do Cogeps (Conselho Estadual de Gestão das Políticas Sociais), Gilda Maria Gomes dos Santos, comemorou o sucesso do projeto de criação de frangos caipiras implantado em parceria entre o governo do Estado, prefeitura de Dois Irmãos do Buriti e pequenos produtores rurais de vários assentamentos do município, enfatizando que a iniciativa é viável e se constitui em excelente alternativa para melhorar a renda dos assentados. Gilda afirmou que desde o início do projeto, há um ano, tinha certeza de que a idéia daria certo “pela disposição e dinamismo” do prefeito Osvane Ramos, citada como exemplo de bom administrador pela presidente do Cogeps.

“O prefeito Osvane nos prova que as coisas dão certo quando a gente faz bem feito. O sucesso dessa iniciativa mostra que é possível implantar projetos viáveis para garantir o progresso de nossos assentamentos”, afirmou dona Gilda, no ato público de lançamento do Frango Caipira Buriti, hoje à tarde, no auditório da Governadoria.

Estavam presentes o prefeito Osvane, secretários de Coordenação Geral do Governo, Raufi Marques, de Infra-Estrutura e Habitação, Paulo Duarte, deputado estadual Raul Freixes, o diretor-presidente da rede Comper de Supermercados, Luís Humberto Pereira, produtores rurais membros da Associação de Criadores de Frango Caipira de Dois Irmãos do Buriti e demais convidados.

O governador Zeca do PT havia confirmado presença no ato, mas conforme explicou a presidente do Cogeps, “não pode participar porque a audiência com o presidente Luiz Inácio da Silva, que havia sido marcada para amanhã, foi antecipada para hoje”. Gilda reafirmou o apoio do governo a iniciativas dessa natureza, frisando que as políticas de inclusão social não se restringem a doar alimentos, mas especialmente na implantação de projetos que ajudem as famílias que vivem em situação financeira difícil a atingir a independência financeira e a gozar de plena cidadania.

Falsos mitos – O sucesso do projeto de criação de frangos caipiras – que no lançamento já disponibiliza 14 mil aves para venda em todas as lojas da rede Comper de Supermercado – ajuda a desfazer a falsa idéia disseminada por inimigos da reforma agrária de que os assentamentos não são viáveis economicamente, ponderou o prefeito Osvane Ramos.

“Com o apoio do governo do Estado, da prefeitura, e a parceria da rede Comper, nosso produto já chega com força ao mercado e entusiasma os produtores.” Cada frango rendeu no mínimo R$ 1 de lucro líquido para os produtores nessa primeira etapa, mas com o aprimoramento do processo essa margem pode dobrar.

O governo apoiou a iniciativa financiando a construção do abatedouro – dentro das normas técnicas e sanitárias exigidas –, na compra de um caminhão para transporte das aves vivas e de um caminhão frigorífico para distribuir o produto, já embalado, às lojas de revenda. No total, conforme o secretário de Agricultura de Dois Irmãos do Buriti, Yutaka Tanigushi, o projeto demandou investimento de R$ 350 mil, sendo que 90% desse valor foi repassado pelo governo do Estado e 10% coube à prefeitura.

O registro da marca, construção do abatedor e aquisição do caminhão frigorífico são providências necessárias para colocar o produto no mercado, observou o secretário Raufi Marques. “Esse projeto deu certo porque vocês começaram certo. Agora é só caprichar, tratar bem os bichinhos para conquistar a clientela.” O secretário lembrou experiência negativa vivida por um pequeno produtor em Dourados, que conseguiu cativar uma grande clientela mas teve que interromper a produção por descumprir normas técnicas e sanitárias. “Esse risco vocês não correm.”

Lucro certo – Regulares e entusiasmados, os produtores de frango caipira de Dois Irmãos do Buriti festejam a parceria com a rede Comper e já aguardam a segunda remessa de pintainhos para dar prosseguimento ao negócio. O prefeito Osvane Ramos calcula que a associação deve receber, em breve, mais 100 filiados, chegando ao total de 150 membros e com capacidade para produzir até 50 mil frangos por mês. Por enquanto, a meta é abater 300 aves/dia. A rede Comper anuncia que fará preço especial de lançamento do produto, a R$ 2,98 o quilo.

O casal Irene Rodrigues Pessoa e José de Souza Falcão, do assentamento Paulo Freire, demonstraram entusiasmo com o projeto. Eles pegaram mil pintainhos para criar e já embolsaram R$ 1 mil, mas se preparam para produzir a própria ração e, dessa forma, aumentar os lucros. “Não dá trabalho nenhum. No primeiro mês a gente trata com o balanceado de milho e farelo de soja. Depois é só deixar solto, cuidar pra não tomar muito sol ou chuva.”

Os frangos demoram 90 dias para atingir o tamanho de abate, pesando entre dois quilos e meio e três quilos. O produtor precisa apenas construir um galpão – o de Irene e José mede 96 metros quadrados – e cercar com tela uma área gramada de no mínimo meio hectare (50x100m2) onde as aves passam a maior parte do tempo. Só à noite ou quando chove se recolhem ao galpão. Medicação só foi ministrada uma vez, na água, conta Irene Rodrigues. “Não tenho nem energia elétrica no sítio e morreram só onze pintos”, conta. A margem de quebra é considerada normal até 10% do total.
 
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro
EDUCAÇÃO - FIES - INSCRIÇÕES
Fies abre inscrições nesta segunda com 155 mil vagas para 2º semestre
BOA NOTICIA
Preço da gasolina nas refinarias cai para R$ 1,997
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Karola vira escrava sexual de Remy
BRIGA DE RUA
Homem morre pendurado em grade
FAMOSIDADES
Luan Santana faz declaração emocionante a Padre Fábio de Mello: ''Obrigada pelos dias maravilhosos''
ARTIGO - DIA DO ROCK
DIA DO ROCK - ARTIGO: 'Há um tempo atrás não muito distante...', por Lucio Gazola