Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Gil pede mais R$ 270 milhões para a Cultura

6 Out 2004 - 15h39
O ministro da Cultura, Gilberto Gil, pediu hoje durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara um reforço de recursos orçamentários para o setor no Orçamento da União do ano que vem. A expectativa do ministro Gilberto Gil é elevar em R$ 270 milhões o repasse de recursos para Cultura em 2005 — cerca de 0,4% do previsão total do Orçamento da União.
A intenção do ministro é de que o Ministério da Cultura consiga garantir o percentual de 1% das verbas orçamentárias recomendado pela Unesco. Em sua opinião, o Poder Público precisa "acordar e investir em cultura".
Ele afirma que as emendas sugeridas pelo Ministério contemplam iniciativas do Governo e dos parlamentares. "O que estamos fazendo agora é trazer o pedido diretamente do Ministério, enquadrando os pedidos pulverizados dos parlamentares em uma política pública".
Gil lembrou que, nos últimos 20 anos, o MinC tem sido o ministério que menos recebe recursos em relação a todas as outras áreas. Diante desse quadro, o ministro disse que o MinC está buscando outras parcerias para obter recursos para o financiamento de projetos da cultura nacional, como o apoio de bancos públicos, das empresas estatais ou públicas e também da Loteria da Cultura, que ainda depende de conversações com o Ministério da Fazenda.

Emendas prioritárias
Em tom de apelo, o ministro solicitou que a Comissão de Educação da Câmara e do Senado garantam no Orçamento da União três emendas consideradas prioritárias para o Ministério da Cultura.
A primeira delas deve contemplar com R$ 120 milhões a Política de Fomento para Projetos de Arte e Cultura - que inclui música, teatro e outras manifestações culturais.
A segunda emenda orçamentária solicitada pelo ministro é para a implantação do programa Pontos de Cultura. A idéia é implementar 2 mil pontos de cultura em todo o País até 2006, sendo 50 em áreas metropolitanas. O primeiro deles será na cidade de Nova Iguaçu (RJ). O ministério está viabilizando uma parceria com o Sebrae para a capacitação dos agentes de cultura que vão trabalhar no programa. Para o primeiro ano de implantação, estão previstos investimentos de R$ 100 milhões.
A terceira emenda é para garantir o aporte de R$ 50 milhões para o programa de incentivo à leitura e construção de bibliotecas. Segundo o ministro da Cultura, apenas 6,5% da população brasileira têm condições de comprar um livro. Ele ressaltou que 73% dos livros no Brasil são acessíveis a apenas 16% da população. Gil afirmou que a meta do MinC é que cada município brasileiro tenha pelo menos uma biblioteca pública e disse que a emenda orçamentária vai permitir ainda a construção de 200 bibliotecas nas periferias de grandes centros urbanos.
O ministro informou ainda que 214 projetos de entidades ligadas à preservação e ao desenvolvimento da cultura foram selecionados pelo MinC e que cada um deles vai receber R$ 150 mil para investir nos próximos dois anos.
Ontem, Gilberto Gil esteve no Senado para fazer o mesmo pedido aos senadores de um reforço orçamentário para a Cultura no Orçamento que está em discussão no Congresso Nacional.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação