Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

Gestores têm 30 dias para pedir correção de índices do ideb

15 Jul 2010 - 14h00Por Agência Brasil

Diretores de escolas e secretários municipais e estaduais de Educação têm 30 dias para pedir ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) eventuais correções referentes à taxa média de aprovação e desempenho na Prova Brasil, no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saed) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Os resultados do Ideb de 2009 foram publicados nesta quarta-feira,14, em portaria do Ministério da Educação no Diário Oficial da União. Os números são apresentados por município e também se referem ao desempenho em cada escola.

Os recursos deverão ser encaminhados por meio de ofício assinado pelo gestor responsável - diretor da escola, secretário municipal ou estadual de Educação. O documento deverá ser enviado ao Inep pela internet (no formulário disponível na página do Inep).

Os pedidos de correção referentes ao desempenho do estudante (Censo Escolar da Educação Básica 2009), se forem caso aceitos, deverão ser incorporados pelo solicitante até o dia 29 de agosto, diretamente no módulo situação do aluno, também na página do Inep.

O instituto publicará os dados definitivos do Ideb 2009 após análise de todos os pedidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'