Menu
SADER_FULL
sábado, 24 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Geraldo Resende vai recorrer de decisão judicial

14 Jul 2004 - 17h07

O deputado federal Geraldo Resende (PPS) vai recorrer da decisão proferida pelo juiz Zaloar Murat Martins de Souza, da 6.ª Vara Cível da Comarca de Dourados, que indeferiu o pedido de liminar para impedir a contratação de pessoal para trabalhar no Hospital Universitário de Dourados, sem a realização de concurso público de provas e títulos.

O parlamentar não quis comentar sobre o despacho do juiz, mas disse que tanto o ingresso de uma ação popular, como a que ele impetrou, quanto o recurso que vai apresentar ao Tribunal de Justiça (TJ) “são direitos inerentes a qualquer cidadão”.

         A ação popular com pedido de liminar foi proposta pelo deputado Geraldo Resende no último dia 5 de julho, onde o parlamentar requereu que a justiça suspendesse os efeitos do ato convocatório de processo seletivo para contratação temporária de funcionários do Hospital Universitário (HU) de Dourados. No dia 7, o juiz negou a liminar, justificando que já tinha apreciado pedido semelhante feito pelo Ministério Público Estadual, que atendeu representação de cinco partidos (PPS, PMDB, PFL, PSDB e PTB).

         Ao justificar o ingresso da ação popular, Geraldo Resende disse que apresentou ao Poder Judiciário novos elementos, na tentativa de reverter a decisão judicial que negou, ao Ministério Público, o pedido de liminar. Com isso o parlamentar assegurou o direito de recorrer da decisão, junto ao Tribunal de Justiça do Estado, caso novamente fosse negado o pedido de suspensão das contratações irregulares para o HU, fato que acabou ocorrendo.

         Segundo Geraldo Resende, ainda essa semana deverá interpor Agravo de Instrumento, que é o “remédio jurídico” adequado para reverter a decisão do juiz singular. “A apresentação de um pedido semelhante não teve o objetivo de testar a capacidade do juiz, mas, sim, assegurar um dever que tenho, como deputado federal, de zelar pelo cumprimento da Constituição Federal, valendo-se dos meios legais permitidos para coibir o abuso pretendido pela Prefeitura, que é a contratação de funcionários sem a realização de concurso público”, diz o deputado.

         Geraldo Resende disse que é preciso acabar com a idéia de que o Poder Público “tudo pode” e que está acima do bem e do mal. “A realização de concurso público para a contratação de servidores é uma exigência que está na Constituição Federal, Estadual, na Lei Orgânica do Município e no próprio estatuto da Fundação responsável pela administração do HU e não podemos passar por cima dessas normas”, justifica.

         O parlamentar disse que na condição de deputado federal, participante de uma Casa que elabora as leis que afetam a todos os cidadãos brasileiros, “tenho a obrigação de zelar pela observância a essas leis” e por isso, salienta, “irei recorrer até a última instância, se preciso for, para garantir a legalidade desse processo”.

         Geraldo Resende diz que é um dos maiores defensores da ativação completa do Hospital Universitário, lembrando que, para tanto, na condição de secretário estadual de Saúde, fez todos os esforços para a conclusão da obra física e entrega de equipamentos para o HU.

O deputado salienta que priorizou mo primeiro ano de seu mandato, junto com a bancada, a luta para garantir os recursos de R$ 4,2 milhões, cujo dinheiro, depositado na conta da Secretaria de Saúde do Estado em duas parcelas, pagas em março e maio passados, possibilitou a compra dos equipamentos que serão entregues no próximo dia 30, com a presença do ministro da Saúde, Humberto Costa, conforme divulgado pela mídia. Colaborou Ricardo Minella.
 
 
 
Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção