Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 12 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Geraldo quer equipar novos postos de saúde de Dourados

7 Out 2010 - 09h48Por Fátima News com assessoria

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) já está articulando, junto ao Ministério da Saúde e a Prefeitura de Dourados, a aquisição dos equipamentos necessários para estruturar os quatro novos postos de saúde que estão em fase de construção em Dourados: Campo Dourado, Altos da Monte Alegre, Jardim Guaicurus e Jardim Oliveira II.
Em audiência realizada nesta terça-feira (5), com a nova secretária municipal de Saúde, Denise Nemirovisky, Geraldo cobrou do município o cadastramento no Ministério da Saúde do projeto que prevê a aquisição dos equipamentos necessários para colocar em funcionamento as novas unidades de saúde. A proposta, orçada cada uma em R$ 149.135,00, deve atender os critérios estabelecidos pela portaria 2.198, de 17/11/2009, do Ministério da Saúde, que normatiza a compra de equipamentos para as Equipes de Saúde da Família.
O deputado informou a nova secretária que havia solicitado anteriormente aos ex-titulares da pasta o cadastramento dos projetos, com objetivo de agilizar a tramitação da proposta no Ministério da Saúde e garantir no mais curto espaço de tempo os recursos necessários para a compra dos equipamentos necessários para estruturar as novas unidades de saúde. “Fizemos essa mesma solicitação no começo do ano a prefeitura. No entanto, não tivemos resposta. Coloquei a doutora Denise a par da situação e tenho a certeza que a secretária vai realizar todos os encaminhamentos necessários, já que possui toda a capacidade técnica e administrativa para dar andamento nos projetos de interesse da saúde pública de Dourados. Ela ficou de fazer um levantamento interno para saber do andamento desses projetos e, em seguida, tomar as providências necessárias”, relatou Geraldo.
Entre os principais equipamentos necessários para a estruturação das novas unidades estão diversos instrumentos odontológicos (Raio X, cadeira odontológica completa), equipamentos ambulatoriais (mesa ginecológica, Oto-oftalmoscópio, autoclave de esterilização), equipamentos de informativa e de escritório, além de eletro-eletrônicos.
No encontro com Denise, Geraldo também cobrou o início das obras de construção do posto de saúde da Cabeceira Alegre, na Vila Industrial, e no Altos do Indaiá. Para a implantação dessas duas unidades de saúde, o parlamentar garantiu o empenho de recursos de R$ 800 mil, sendo R$ 400 mil para cada posto.
Já para a construção das unidades de saúde do Campo Dourado, Altos da Monte Alegre, Jardim Guaicurus e Jardim Oliveira II, Geraldo viabilizou recursos de R$ 1.292.349,60 (R$ 323.087,40 para cada um). No documento entregue à secretária, Geraldo apontou a existência de 14 projetos que se encontram com pendências, alguns deles paralisados, outros em ritmo lento e alguns que sequer foram iniciados. “Temos recursos empenhados em dezembro de 2007, portanto há quase três anos, que ainda não foram utilizados, por determinação do prefeito afastado, com o único objetivo de me prejudicar politicamente”, explicou o deputado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça
DICAS DE MARKETING
5 dicas de marketing para um negócio de dropshipping
CRIME HEDIONDO
Câmera flagra ataque de suspeito de estuprar garota de 14 anos em SP; vídeo
TERROR
Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas
REVIDE
Passageiro atropelado por motorista de aplicativo após vomitar em carro está em coma
A SERVIÇO DE DEUS
Angela Bismarchi festeja diploma para ser pastora: ‘Eu era pecadora e não sabia’
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz dá caixa com terra de cova de Gabriel para Valentina
INTOCÁVEL
PF pediu prisão domiciliar de Aécio, Cristiane Brasil e Paulinho da Força, mas PGR e STF não concede