Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 14 de agosto de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Geraldo participa de acordo para Santa Casa da capital

19 Jul 2004 - 08h14

O deputado federal Geraldo Resende (PPS), que faz parte da Frente Parlamentar da Saúde e é titular da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) na Câmara, participou das negociações que poderão pôr fim ao impasse entre médicos e a Santa Casa de Campo Grande. Para o deputado, se viabilizado o acordo, toda a população sul-mato-grossense sairá ganhando, já que a Santa Casa da capital é hospital de referência para atendimento de alta complexidade e recebe pacientes de todo o Estado.

A reunião, que aconteceu sexta-feira (16) no Ministério Público Federal (MPF), contou com a presença de promotores federais e estaduais, representantes da categoria e do hospital, do prefeito André Puccinelli, do representante da Secretaria de Estado de Saúde, Nilo Leme, da secretária municipal de Saúde de Campo Grande, Beatriz Dobachi, do deputado Geraldo Resende entre outras autoridades.

Na ocasião, foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que atende 80% das reivindicações dos profissionais da saúde. Entre as propostas que ainda devem ser referendadas pela categoria, estão o aumento, de R$ 250 para R$ 330, para o plantão de 12 horas em dias de semana, e para R$ 363,00 no caso dos plantões de 12 horas nos finais de semana. A Prefeitura de Campo Grande arcará com a diferença dos pagamentos, investindo R$ 100 mil por mês.

Outra decisão do encontro foi a criação de um Conselho Gestor para a Santa Casa, com total de dez membros, entre eles representantes da administração do hospital, corpo clínico, trabalhadores, gestores e usuários. O objetivo deste organismo será buscar o saneamento financeiro do hospital, atualmente com dívidas da ordem de R$ 35 milhões.

No TAC também ficou especificado que todos os valores devidos aos médicos serão pagos imediatamente assim que a categoria aceitar o documento. A partir do próximo mês os salários terão que ser depositados até o 5º dia útil. Essas decisões, no entanto, devem ser referendadas pelos médicos na próxima assembléia da categoria, que será realizada nesta terça-feira (20).

“Ficamos felizes em participar dessas negociações e queremos parabenizar o prefeito André Puccinelli, o Ministério Público Federal e Estadual, enfim, todos aqueles que construíram a possibilidade de sairmos desse impasse, pois quem ganha com isso é toda a população de Mato Grosso do Sul”, afirma Geraldo Resende. Colaborou Ricardo Minella.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante
NOVELA DA RECORD
Herodíade diz que foi agarrada por Batista e Joana a chama de mentirosa.
ESTUPRO VULNERÁVEL
Criança desabafa com amiga de classe que era estuprada por padrasto; ele está foragido
CABRA MACHO
Exigência de masculinidade: edital de concurso da PMPR causa polêmica
FAMOSIDADES
Silvio Santos reclama da filha: 'Patrícia não faz nada e ganha um belo salário'
BELEZA
Piauiense que venceu Miss Brasil Mundo 2018 diz que já passou fome e teve preparação forte
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Beto pede separação a Karola e vilã finge aceitar
NOVELA DA RECORD
Jesus enfrenta o Satanás no deserto.
FÁTIMA DO SUL - DIA DOS PAIS É NO O BOTICÁRIO
O Boticário ficará aberto neste sábado até às 15h, confira as promoções Dia dos Pais em Fátima do Su
CRUELDADE
Câmeras flagram mulher que abandonou bebê em lixeira de banheiro; veja o vídeo