Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 17 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Geraldo garante recursos para o Instituto da Mulher e da Criança

26 Out 2010 - 10h52Por Fátima News com assessoria

Depois de gestões que vem sendo feitas há vários meses pelo deputado federal Geraldo Resende, o Ministério da Saúde expediu na sexta-feira (22) nota de crédito no valor de R$ 12,9 milhões para a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), destinada à construção do Instituto da Mulher e da Criança (IMC), anexo ao prédio do Hospital Universitário.

A nota de crédito equivale ao empenho de uma emenda parlamentar, sendo, portanto, a garantia da existência dos recursos para a execução do projeto. Caberá agora à UFGD a o encaminhamento de todos os documentos exigidos pelo Ministério da Saúde, bem como a realização do processo licitatório para que o dinheiro seja liberado.

Responsável, desde o início, pelo encaminhamento da proposta de construção do IMC em parceria com a reitoria da UFGD e a direção do Hospital Universitário, Geraldo Resende comemorou a notícia da garantia dos recursos. “Este é mais um passo decisivo no sentido de tornar realidade esse sonho dos alunos, professores, direção da UFGD e do HU, e, acima de tudo, da população de Dourados e região”, salienta o deputado.

A viabilização dos recursos para o IMC foi um compromisso do ministro da Saúde José Gomes Temporão com Geraldo Resende a partir de gestões do parlamentar com diretores do Hospital Universitário de Dourados e da UFGD, desde agosto de 2009. “Trata-se de um investimento importante e necessário, que vai mudar substancialmente a estrutura de atendimento de maior complexidade às mulheres e crianças de Dourados e de toda a região”, afirma o deputado.

Além de funcionar como local de aprendizado para os estudantes do curso de Medicina o IMC será unidade de referência para atendimento na área de saúde para mulheres e crianças de toda a região, como maternidade, exames e cirurgias de alta complexidade, da mesma forma que hospitais existentes na USP (Universidade de São Paulo) e na Unicamp (Universidade de Campinas).

         O deputado entende ainda que com a oferta dos serviços nas áreas de ginecologia, obstetrícia e pediatria pelo HU, o município vai economizar os recursos que são utilizados no pagamento do aluguel do prédio e dos equipamentos onde hoje funciona o Hospital da Mulher. “São recursos que poderão ser canalizados para outras atividades da saúde pública, sendo que o município poderá investir na melhoria do atendimento da rede básica”, salienta o parlamentar.

         Conquista

         Para o diretor do Hospital Universitário Wedson Desidério a garantia dos recursos é uma conquista “que vai além dos limites da universidade, pois o IMC vai oferecer serviços de alta qualidade para os usuários do SUS e vai permitir, ainda, a residência médica para os acadêmicos de Medicina nas áreas de ginecologia, obstetrícia, pediatria e neonatologia”. Segundo ele, o IMC é uma “luta de todos, em especial do deputado Geraldo Resende, que tem sido o principal interlocutor na conquista deste empreendimento”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESCARGA ELÉTRICA
Técnico de Rerigeração morre após sofrer choque ao manusear microondas
DOENÇA DO SÉCULO
Rapaz que se jogou da ponte do Rio Piquiri se despediu de amiga antes
COMOÇÃO
Jovem de 19 anos morre após contrair bactéria em parto
NOVELA GLOBAL
Josiane mata de novo em 'A dona do pedaço': saiba quem é a próxima vítima!
NOVELA GLOBAL
'A dona do pedaço': Maria da Paz conhece Gilda, que lhe vende mansão cara
ECLIPSE LUNAR
Eclipse parcial da Lua poderá ser visto em todo o Brasil; veja os horários
BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo
COMOÇÃO
Jovem Lenara, filha de vice prefeito morre vitima de câncer
100 REMEDIOS
Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios;veja aqui a lista dos medicamentos cortados
ABANDONADA NO ALTAR
Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar