Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Geraldo garante R$ 12,9 mi para Instituto da Mulher e da Criança

26 Jul 2010 - 09h40Por Fátima News

Unidade será construída em anexo ao Hospital Universitário

 

 e vai atender usuários de toda a região

 

 

 

O Ministério da Saúde deverá publicar, em agosto, portaria destinando recursos da ordem de R$ 12,9 milhões, que serão destinados à construção, em Dourados, do Instituto da Mulher e da Criança (IMC) numa estrutura anexa ao Hospital Universitário. A previsão é do deputado federal Geraldo Resende (PMDB), que tem audiência pré-agendada com o ministro José Gomes Temporão para tratar do assunto, no início do mês que vem.

 

 

Segundo Geraldo Resende, que está trabalhando pela viabilização dos recursos, o projeto do IMC já foi aprovado pelo Ministério da Saúde. Falta, apenas, a publicação da portaria que vai garantir os recursos. “Depois de acompanhar a tramitação do projeto, agora vamos trabalhar, junto com a diretoria da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), do Hospital Universitário e da secretaria estadual de saúde, para que possamos ter o dinheiro garantido já no segundo semestre desse ano”, afirma.

 

 

Como será

 

 

Além de funcionar como local de aprendizado para os estudantes do curso de Medicina da UFGD, o Instituto da Mulher e da Criança será a unidade de referência para atendimento na área de saúde para mulheres e crianças de toda a região, como maternidade, exames e cirurgias de alta complexidade, da mesma forma que estruturas hoje existentes na USP (Universidade de São Paulo) e na Unicamp (Universidade de Campinas).

 

 

Segundo Geraldo Resende, que é médico e membro da Frente Parlamentar da Saúde, as mulheres de Dourados e região terão, no IMC, assistência integral à saúde, desde a adolescência até a velhice. Da mesma forma as crianças terão todas as clínicas especializadas no setor de pediatria.

 

O projeto do IMC prevê 42 leitos de enfermaria para Obstetrícia; 16 leitos de enfermaria para Ginecologia; 30 leitos de Pediatria; 10 leitos de pediatria de isolamento; 12 leitos de UTI Neonatal; 22 leitos de UTI Intermediária; 4 leitos de repouso para acompanhante; 6 leitos para isolamento; 8 salas para ambulatório; 6 leitos para Hospital/dia; 4 leitos para observação; 4 leitos para pré-parto, parto e puerpério; 3 salas de cirurgias; 2 salas para partos; 1 banco de leite; 2  salas de reuniões; e um auditório. A área de construção prevista é de 5.200 metros quadrados.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico