Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Garoto entra em coma alcoólico em escola de Ivinhema

23 Ago 2010 - 14h59Por

Na última terça-feira, dia 17, um garoto com idade entre 13 a 14 anos foi parar no hospital após ingerir uma grande quantidade de bebida alcoólica dentro de uma escola da rede estadual em Ivinhema.

Conforme apurou a reportagem, o caso aconteceu no colégio Reynaldo Massi durante o horário de aula, sendo que, o jovem, em companhia de mais dois alunos, teria se dirigido até um estabelecimento comercial e adquirido três frascos de cachaça. Após ingerir a bebida um deles teria passado mal, sendo encaminhado até um hospital para cuidados médicos, sendo inclusive necessária a aplicação de glicose.

Uma equipe do Conselho Tutelar foi acionada pela direção da unidade escolar para apurar os fatos, uma vez que, o comerciante efetuou a venda do produto aos garotos que estavam uniformizados e em horário escolar.

Informações apuradas pela reportagem dão conta de que não seria a primeira vez que o jovem comprou produtos similares no referido estabelecimento.

A Policia Civil de Ivinhema foi acionada e investiga o caso.

Com informações do Ivinhema News

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat