Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 14 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Funcionários dos Correios paralisam atividades por reajuste

24 Ago 2007 - 08h30
Os serviços de entrega em algumas agências dos Correios estão parados em pelo menos dez estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

Na noite de ontem (22), funcionários da empresa aprovaram em assembléia, por unanimidade, o início de uma paralisação de 24 horas, a partir das 11 horas da manhã de hoje. A categorai também realiza manifestações em 20 estados.

Organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Comunicação Postal, Telegráficas e Similares do Estado do Paranádo (Sintcom-PR ), a assembléia ocorreu em Curitiba e reuniu cerca de 500 trabalhadores.

De acordo com o secretário-geral do Sintcom, Nelson Rodrigues dos Santos, nos estados em greve, o percentual de funcionários que suspenderam as atividades chega a 90%.

Ele disse que a paralisação fazia parte das atividades do calendário nacional dos funcionários dos Correios. O objetivo do ato, acrescenta, é chamar a atenção da empresa para a falta de efetivo e a sobrecarga dos trabalhadores.

“Além da reivindicação pela sobrecarga, um dos fins dessa paralisação é trazer à tona uma nota de repúdio pelo descaso da direção da empresa, que jogou a nossa pauta de reivindicações no lixo”, disse Santos.

Na pauta de reivindicações está o reajuste de 47,77% e a contratação imediata de concursados. Em contrapartida, os Correios oferecem um aumento de 3,74% nos salários e R$ 0,56 a mais no valor de cada folha do vale-refeição.

Márcia Porte, que integra o comando de negociações da greve, informou que a paralisação de hoje é apenas um ato de protesto e que um novo movimento já está previsto.

“Os funcionários vão retornar amanhã ao trabalho, mas dia 4 de setembro será decretado o estado de greve. Até dia 12, caso não haja negociação com a empresa, a paralisação total de fato acontecerá por tempo indeterminado”.

Segundo ela, os funcionários do Sedex e do Correio On-Line estão trabalhando em ritmo lento. Ela diz que o objetivo não é prejudicar os cidadãos, mas ter as reivindicações atendidas. “nós optamos por não pararmos todas as agência para não prejudicar o público”.
 
 
 
Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos