Menu
SADER_FULL
sexta, 16 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Funcionário xingado de burro e incompetente leva R$ 7 mil

5 Set 2007 - 13h35

Chamado de "burro" e "incompetente" pelo seu chefe, o vendedor Eduardo Vitório Affini, funcionário da empresa Elevadores do Brasil Ltda, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, ganhou na Justiça uma indenização de R$ 7 mil para reparar as humilhações que passou na frente de clientes e dos colegas de trabalho.

A indenização foi decidida, por unanimidade e em segunda instância, pelo Tribunal Regional do Trabalho, da 15ª Região de São Paulo, que confirmou a sentença dada em primeira instância, em setembro de 2006.

A empresa, ligada à Otis Elevadores,vai recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Affini começou a trabalhar na empresa novembro de 2003 como vendedor de planos de manutenção de elevadores e foi demitido em dezembro de 2004 sem justa-causa.

"Assim que ele começou a trabalhar, entrou um novo gerente, que insistia em chamá-lo de burro e incompetente e ainda dizia que, se houvesse um exame toxicológico, ele estaria fora da empresa", conta o advogado Anderson Gasparine, defensor de Affini.

Segundo ele, testemunhas comprovaram as humilhações que o colega passou diante de todos. "Ele (Affini) foi muito maltratado pelo gerente, que acabou por demiti-lo em dezembro de 2004", acrescentou o advogado.

Segundo Gasparine, a indenização terá correção monetária desde a data da sentença em primeira instância, devendo chegar a R$ 8 mil. Em segunda instância, Gasparine pediu R$ 100 mil de indenização, não aceita pelo TRT, que também descartou absolver a empresa sob alegação de que as provas eram frágeis.

"Não estou satisfeito e este dinheiro não paga as humilhações passadas por meu cliente passou, mas por outro lado, minimiza a dor e dá a sensação de punição para a empresa", comentou.

A advogada Rosana Rodrigues de Paula Alves, que defende a Elevadores do Brasil Ltda, cujo escritório foi fechado em Rio Preto há cerca de quatro meses, ficou sabendo hoje da decisão, publicada na última sexta-feira.

Segundo ela, é certo que haverá recurso ao TST, mas não antecipou detalhes da decisão da empresa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante