Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 24 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

Funasa quer melhorar infra-estrutura em assentamentos

23 Jul 2004 - 15h19

A Coordenação Regional em Mato Grosso do Sul da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) está desenvolvendo ações para levar infra-estrutura em saneamento básico e distribuição de água potável para assentamentos do Estado. Conforme o coordenador regional da Fundação, Gaspar Francisco Hickmann, o objetivo é universalizar a distribuição desses bens para as comunidades em programas específicos.


Em reunião esta manhã, na coordenação do órgão, em Campo Grande, Hickmann reuniu representantes dos movimentos sociais e do deputado federal João Grandão (PT/MS), para iniciar discussão onde devem ser traçadas metas de desenvolvimento do trabalho.
Inicialmente, explica Hickmann, deve ser feito mapeamento da situação de distribuição de água, locais onde há poços perfurados e que carecem de rede de distribuição, ou mesmo onde não há poços.

 

Para desenvolver o trabalho a Funasa buscará parcerias com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)  e o Instituto de Desenvolvimento Agrário, Assistência Técnica e Extensão Rural (Idaterra). Na próxima terça-feira, dia 27, às 9h00, no Idaterra haverá nova discussão para aperfeiçoar o planejamento do programa.


A reunião desta manhã contou com a presença de representantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), CUT (Central Única dos Trabalhadores), CPT (Comissão Pastoral da Terra) , MMTR (Movimento das Mulheres Trabalhadoras Rurais), FAFI (Federação da Agricultura Familiar) e COAMS (Centro de Organização e Apoio aos Assentados de Mato Grosso do Sul).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico