Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
MATO GROSSO DO SUL

Funai vai retomar em setembro os estudos antropológicos em MS

26 Ago 2010 - 05h47Por TV Morena

A Funai pretende reiniciar as vistorias de identificação e delimitação de áreas indígenas em 26 municípios de Mato Grosso do Sul a partir de 10 de setembro.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Diário MS, atribuindo a confirmação à  nova ordenadora regional do órgão em Dourados, Maria Aparecida Mendes de Oliveira.

Segundo ela, a direção nacional da Funai está concluindo os últimos procedimentos necessários para a atuação dos GTs (Grupos de Trabalho) em diversos municípios da região cone sul do Estado. Os estudos estão suspensos desde novembro do ano passado.

A Funai  não será mais obrigada a notificar previamente os proprietários de terras de Mato Grosso do Sul quando for realizar estudos de identificação e delimitação de terras indígenas no Estado, segundo decisão do ministro César Peluso, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

Agora, para realizar os procedimentos de campo, as equipes da Funai podem ir diretamente até as propriedades que serão estudadas, sem necessidade de aviso prévio. Caso sejam impedidas de entrar nas áreas, podem requisitar apoio da Polícia Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros