Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Frigorífico inicia hoje abate de avestruzes em Coxim

4 Mai 2007 - 05h50

A cadeia produtiva da estrutiocultura, ou a pecuária do avestruz, começou a ser consolidada em Mato Grosso do Sul com o início dos abates no Frigorífico Margen, em Coxim, o primeiro complexo para avestruz habilitado com Selo de Inspeção Federal pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Os abates começam nesta sexta-feira (4), e o processo de desossa das aves abatidas será realizado em Paranaíba, onde a indústria possui planta também habilitada com SIF para o processo. 
 
O secretário executivo da Câmara Setorial da Avicultura e Estrutiocultura da Seprotur (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção e do Turismo), Rubens Flavio Mello Corrêa, destaca que a implementação dos abates representam a diversificação da produção da carne no Estado, além de fortalecer a cadeia produtiva da estrutiocultura.
 
“A cadeia produtiva da avicultura já está consolidada, desde a integração, onde a empresa fornece a ave para o criador, pega o animal após 45 dias, leva para o frigorífico e distribui. Com o frigorífico, a criação de avestruz começa a consolidar um importante elo desta cadeia, e já teremos em breve empresas procurando o Estado interessadas em fabricar ração, agregando novos investimentos e consumindo os produtos da agricultura, como os grãos”, comemorou Corrêa.
 
No ano passado, segundo o Ministério da Agricultura, os estabelecimentos com selo SIF abateram no Estado 109,21 milhões de aves em seus quatro frigoríficos habilitados. Já os dois estabelecimentos de suínos foram responsáveis por 642,63 mil animais, e os 36 destinados aos bovinos, por 3,48 milhões de cabeças. 
 
Segundo o Serviço de Inspeção de Produtos Agropecuários da Superintendência Federal de Agricultura do Estado, o frigorífico terá capacidade para o abate de 300 animais/dia, e sua produção poderá ser exportada ou comercializada no mercado interno. Para realizar a fiscalização e acompanhamento dos abates, dois fiscais federais foram especialmente capacitados em São Paulo. 
 

 

Com assessoria 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico