Menu
SADER_FULL
quinta, 16 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Fosfertil quer investir US$ 900 milhões

5 Out 2004 - 15h23
A Fosfertil Ultrafertil, maior indústria de matérias-primas de fertilizantes do País, tem engatilhado um pacote de investimentos de US$ 900 milhões para ampliar suas operações, informa o presidente da companhia, Francisco Gros. Desse volume, US$ 500 milhões devem ser aplicados para duplicar a produção de fosfatados e outros US$ 400 milhões para aumentar a produção de nitrogenados, como a uréia e a amônia.

Esse último projeto, no entanto, ainda depende de definição sobre o fornecimento de gás pela Petrobras. "Ainda dependemos da decisão da companhia de retomar ou não esse mercado para colocar em prática nosso projeto na área de nitrogenados", afirma Gros. A produção de nitrogenados depende do gás natural fornecido pela estatal brasileira. As duas fábricas da Fosfertil - em Cubatão (SP) e em Araucária (PR) - estão estrategicamente localizadas ao lado de unidades da Petrobras.

As safras recordes de grãos e o salto tecnológico da agricultura brasileira nos últimos anos impulsionaram o setor de matérias-primas para fertilizantes. "O desafio desse setor é investir mais", diz Gros, que não informou quando os investimentos devem ser executados. Nos últimos dez anos, o setor de fertilizantes tem crescido a uma taxa média de 8% ao ano, informa a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).

A meta é ampliar a participação da Fosfertil no segmento, ainda dominado por importados, que detêm 50% das vendas de fosfatados e 70% de nitrogenados.

Gros calcula que seriam necessários pelo menos US$ 1,2 bilhão em aportes nas linhas de produção para fazer frente aos importados. "O segmento tem potencial para aumentar a capacidade de produção de nutrientes fosfatados em 1 milhão de toneladas até 2011", afirmou durante palestra a executivos de finanças na última sexta-feira em Curitiba.

Com 35% das vendas do segmento, a Fosfertil está investindo atualmente R$ 280 milhões para ampliar sua atuação em fosfatados. O projeto, anunciado em novembro de 2003, vai permitir aumentar em 23,5% a produção de fosfatados até 2005, o que significará mais 167 mil toneladas por ano. O atual programa de investimentos ampliará a capacidade do Complexo de Mineração de Tapira (MG), do Complexo Minero-Químico de Catalão (GO) e do Complexo Industrial de Uberaba (MG). A produção chegará a 1,77 milhão de toneladas por ano.

O novo pacote de investimentos, que ainda precisa do aval do Conselho de Administração, poderá ser financiado com recursos próprios e agentes financeiros, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o International Finance Corporation (IFC), disse Gros. Somente o projeto de nitrogenados significará a produção de 800 mil toneladas de amônia e 800 mil toneladas de uréia.

Apesar das perspectivas otimistas para a agricultura nos próximos anos, o Brasil deve prosseguir como grande importador mundial de fertilizantes. "A maioria das empresas não tem interesse em investir em razão do difícil acesso à matéria-prima nacional e à dificuldade de obtenção de lavras de minas", afirma Eduardo Daher, secretário-executivo da Anda.

Ele cita o exemplo do potássio. O fornecimento da matéria-prima do potássio, o cloreto de potássio, é quase uma exclusividade da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), dona de uma mina em Sergipe.

"Cerca de 90% do potássio consumido é importado. A Vale atende somente 10% da necessidade nacional", calcula.
 
 
Gazeta Mercantil

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante
NOVELA DA RECORD
Herodíade diz que foi agarrada por Batista e Joana a chama de mentirosa.