Menu
SADER_FULL
segunda, 20 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Ford faz recall de picapes por defeito no cinto

14 Jul 2004 - 13h22

A Ford Motors convocou os proprietários de veículos modelos F250, F350, F4000 e F12000, fabricados entre 14 de maio e 25 de junho de 2004, números de chassis abaixo discriminados, a comparecerem a uma concessionária ou oficina autorizada, para verificar e, eventualmente, substituir suportes de fixação de cintos de segurança.

A empresa informa que em análises realizadas nestes veículos foi constatado que pode haver uma ruptura dos parafusos de suportes de fixação dos cintos de segurança na chamada "coluna B", por causa de alterações nas características da matéria-prima usada na fabricação da peça.

Veja os modelos e chassis:

F-250 de 9BFFF25L04B003035 até 9BFHW20L64B004920

F-350 de 9BFJF37G94B003633 até 9BFJF37G44B004835

F-4000 de 9BFLF47GX4B002909 até 9BFLF47GX4B004837

F-12000 de 9BFXK82F14B002204 até 9BFXK82F14B004695

Para mais informações a Ford disponibilizou o telefone 0800.703.3673.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Youtuber e peão de rodeio morrem após carro bater em carreta com toras
REALITY SHOW 2020
'BBB 20': conheça os participantes do programa; lista tem famosos da internet
FUJA DO PREJUIZO
Saiba como renegociar planos de celular, TV a cabo e internet
NOVA ANDRADINA - TURISMO
Ciclistas de Nova Andradina pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FÉRIAS DOS FAMOSOS
De biquíni, filha de Glória Pires ostenta corpão em férias
CAMPO BELO RESORT - PACOTE ESQUENTA
Esquenta de Carnaval é no Campo Belo Resort, confira o pacote e faça sua reserva
CANCELAMENTO DE BOLSA FAMILIA EM 2019
Governo federal cancelou 1,3 milhão de benefícios do Bolsa Família em 2019 por irregularidades
CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos
A CASA CAIU
Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição: 'Agora é ex'
LUTO - IASD
Morre primeiro líder máster de desbravadores investido no Brasil