Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Força-tarefa fiscaliza alta abusiva de planos de saúde em MS

14 Jul 2004 - 07h02
 

O Ministério Público e o Procon (Promotoria de Defesa do Consumidor) já estão atuando conjuntamente contra os reajustes abusivos dos planos de Saúde em Mato Grosso do Sul. Na semana passada, O DPDC(Departamento Nacional de Defesa do Consumidor) e o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) enviaram nota técnica subsidiando as ações do órgão em Mato Grosso do Sul.

Segundo a coordenadora do Procon, Patrícia Mara da Silva, as queixas quanto ao aumento abusivo estão sendo conduzidas de forma regular pelo órgão, em que os processos passam pela tentativa de acordo com a empresa e caso não haja resultado, define-se pela ação judicial. Já o Ministério Público tem recebido as informações, encaminhadas pelo Procon, podendo instaurar inquérito para investigar os casos abusivos.

“A proposta é tentar manter o equilíbrio dos contratos e combater os reajustes abusivos”, resumiu a advogada, citando que não ainda um levantamento no órgão sobre a quantidade de queixas contra os seguros. Patrícia exemplificou o problema, lembrando que hoje um consumidor procurou o Procon com uma tarifa que passou de R$ 500,00 para R$ 900,00.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário