Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 15 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Fluminense e Figueirense começam o confronto da ansiedade

30 Mai 2007 - 11h12

Fluminense e Figueirense fizeram campanhas ruins nos Estaduais deste ano, com um futebol de baixíssima qualidade. Por causa disso, decidiram trocar de treinadores - Renato Gaúcho assumiu a equipe das Laranjeiras e Mário Sérgio, o time de Florianópolis - e os resultados positivos vieram num curto espaço de tempo. Tanto é que nesta quarta-feira, no Maracanã, os dois clubes fazem, às 20h45 (horário do Mato Grosso do Sul), o primeiro jogo da final inédita da Copa do Brasil. A coincidência vai além: ambos nunca conquistaram esse título.

O Fluminense não é campeão nacional há 23 anos, desde o título brasileiro de 1984. Por duas vezes, em 1992 e 2005, foi vice na Copa da Brasil, derrotado na decisão por Internacional e Paulista, respectivamente. O Figueirense disputará pela primeira vez uma final de campeonato nacional. Por essa razão, classifica os dois jogos decisivos contra o Fluminense como os mais importantes de sua história.

“A gente cresceu na hora certa”, disse o técnico Renato Gaúcho, que pode conquistar seu primeiro título como treinador justamente no clube que o lançou nesta função. “A ansiedade é grande para a partida começar. Não estou preocupado com nada.” O Figueirense também conta nos dedos os minutos para o início do duelo. "Estamos a duas partidas de um feito histórico para o clube. A cidade de Florianópolis está totalmente voltada para este momento, e tomara que a gente seja abençoado. Serão os 180 minutos mais importantes das nossas vidas”, declarou Ruy.

No Fluminense, o meia Carlos Alberto, recuperado de contusão, quer que o time tenha paciência. “Temos de dar uma de Jesus Cristo: se levarmos um tapa, oferecemos o outro lado para o adversário”, filosofou o meia. Perguntado se o Figueirense é um time violento, o atacante Adriano Magrão, autor de três gols na Copa do Brasil, respondeu: “Quero que eles batam mesmo, dentro ou perto da área.”

Ruy deu uma declaração curiosa ao falar sobre o assunto, destacando a importância de Mário Sérgio para o jovem elenco. “Sei que o Mário, na época de jogador, não era nenhum santo. Então, é como se ele fosse nosso espelho. Somos dentro de campo o que ele passa.”

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’
NOVA LEI
Motoristas condenados por contrabando vão perder a CNH por cinco anos
SUCATA
Jovem transforma pneus velhos em lindas caminhas para pets.
ENTRETENIMENTO
Com direito a uniforme e crachá, “cão frentista” viraliza e ganha milhares de fãs