Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Flamengo tenta acabar com jejum de seis jogos sem vencer

11 Set 2010 - 09h12Por Folha Online

Atual campeão brasileiro, o Flamengo não sabe o que é vencer há seis jogos no Nacional. Para evitar uma crise e se afastar da zona de rebaixamento, o time precisa superar o Vitória neste sábado, às 18h30, em Volta Redonda, pela 21ª rodada da competição.

Além do jejum de vitórias, a equipe carioca também enfrenta a péssima fase de seu ataque. Nos últimos seis jogos, foi às redes uma única vez, na derrota por 2 a 1 para o Guarani, em Campinas, no dia 28 de agosto --e o autor do gol foi Jean, que é zagueiro.

Desde a vitória contra o Ceará por 1 a 0, no Maracanã, pela 14ª rodada, o Flamengo acumula quatro derrotas e dois empates. A direção do clube demitiu Rogério Lourenço e contratou o técnico Silas, ex-Grêmio, mas a situação da equipe na competição não melhorou.

No ataque, passaram Val Baiano, Cristian Borja, Diego Maurício e os recém-contratados Deivid e Diogo, todos sem sucesso. O clube da Gávea tem o pior ataque do Brasileiro, com apenas 14 gols em 20 jogos disputados. Com 22 pontos, ocupa a 16ª colocação, apenas um posto acima da zona de descenso.

Para Silas, o Flamengo precisa entrar em campo hoje como se fosse disputar uma final de campeonato. "Vai ser uma decisão e vindo a primeira vitória, virão as outras", afirmou.

Com Diogo suspenso após a expulsão na derrota por 2 a 0 para o São Paulo, Val Baiano ganhará nova chance entre os titulares. Contestado pela torcida, o vice-artilheiro do Brasileiro de 2009 tenta não se abalar com as críticas, mas admite que a pressão é muito grande.

"Nunca me escondi. Tenho que aceitar as críticas quando elas são construtivas. Acho injusto apenas julgar o Val Baiano pela fase atual da equipe. Tenho conversado muito com minha esposa e considero que estou passando pelo momento mais difícil da minha carreira", declarou o jogador.

Outros desfalques importantes são Léo Moura, suspenso, Williams, contundido, e Renato Abreu, poupado para aprimorar a forma física.

No Vitória, o clima também é conturbado. A direção do clube baiano decidiu demitir o treinador Toninho Cecílio após o empate por 1 a 1 com o Palmeiras, em Salvador, na última quarta-feira. O diretor de futebol Carlito Arine também entregou o cargo na sexta.

Ex-treinador do Prudente, Toninho Cecílio só comandou o Vitória em nove jogos --dois pela Copa Sul-Americana e sete pelo Brasileiro, com duas vitórias, três empates e duas derrotas no Nacional. Ele ocupava a vaga que era de Ricardo Silva, demitido após a perda da Copa do Brasil para o Santos.

Neste sábado, o Vitória será comandado interinamente pelo próprio Ricardo Silva, que havia voltado ao cargo de auxiliar e estava de férias. A diretoria, porém, tenta a contratação de Toninho Cerezo. Com 23 pontos, o Vitória ocupa a 15ª posição na tabela.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico