Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Fisiologista do São Paulo: "Volta de Vampeta é uma piada"

20 Jun 2007 - 09h43
O fisiologista Turíbio Leite de Barros Neto, que cuida dos atletas do São Paulo, disse ontem à noite que o retorno do volante Vampeta ao futebol "é uma piada". Segundo Turíbio, o baiano de Nazaré das Farinhas, que está com 33 anos, só volta a jogar pelo Corinthians por uma jogada de marketing. "Ele que me desculpe, mas é um ex-atleta. Vale mais porque é um personagem do futebol que vai atrair torcedores ao estádio", afirmou durante o programa Propaganda Futebol Clube, no canal BandSports.

O retorno do "velho Vamp" não é o único considerado uma jogada promocional por parte de Turíbio. Ele também dispara contra a contratação de Marcelinho Carioca, de 36 anos, pelo Santo André. "Não é mais possível Marcelinho repetir a condição de atleta que já teve. A faixa etária dele não é mais compatível com a exigência do futebol atual", disse o fisiologista.

Turíbio revelou que o maior problema enfrentado por Vampeta e Marcelinho Carioca é o de correr em campo as distâncias que são exigidas para um volante e um meia. "Eles teriam que correr cerca de 12 a 14 km por partida", calcula. Para se ter uma idéia, Turíbio e sua equipe da Universidade Federal de São Paulo - onde comanda o departamento de fisiologia - acompanharam o atacante Romário 5 anos atrás, numa partida entre Fluminense e São Paulo, no estádio do Morumbi. O resultado mostrou que o Baixinho, por se limitar a ficar na área adversária, corre bem abaixo dessa distância. "Romário percorreu apenas 3 km naquela partida. A distância mais longa que ele correu foi quando ele deixou o meio de campo e foi empurrar o zagueiro Andrei, também do Fluminense, na área do seu time", contou Turíbio.

LUIZÃO PODE VOLTAR
Em compensação, Turíbio acha que o atacante Luizão - hoje fazendo trabalho de recuperação e condicionamento físico no Refiss, do São Paulo - está "próximo da condição adequada de peso e preparo físico" para retornar ao futebol. O jogador já perdeu 6 kg desde que apareceu no CT da Barra Funda pedindo para ganhar condicionamento físico outra vez. "Falta a ele ritmo de jogo porque está parado há meses, mas ele tem condições de voltar a jogar", afirmou Turíbio.

Turíbio Leite de Barros Neto, que está no São Paulo há quase 20 anos, é membro do American College Of Sports Medicine e professor adjunto da Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência na área de Fisiologia, atuando principalmente em atividade física, futebol, exercício, consumo de oxigênio e aptidão física.

 

 


 
Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho