Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Novela Global

Final de 'O outro lado': Caetana morre no último capítulo

Caetana (Laura Cardoso), que deveria ter morrido na primeira fase de "O outro lado do paraíso"

16 Abr 2018 - 10h15Por Extra

Caetana (Laura Cardoso), que deveria ter morrido na primeira fase de "O outro lado do paraíso", só vai despedir da trama no último capítulo, quando a ex-prostituta morre. Ela adoece e morre, em paz, no bordel depois de testemunhar contra Sophia (Marieta Severo) e receber a benção de Mercedes (Fernanda Montenegro) e Cleo (Giovana Cordeiro).

Josafá (Lima Duarte) chora por ver a amiga de tantos anos partindo: “Eu tou com o coração partido, Caetana. Você já faz parte da minha vida. Vou sentir sua falta”. “Chegou a hora. Quando chega, a gente tem que ir”, responde ela.

Depois da morte de Caetana, Mercedes diz a Cleo que está tranquila para partir. “Você, Cleo, já ouve Eles. O dia que eu me for, você vai tomar o meu lugar”, diz. Cleo fala que tem medo de não estar preparada. “Vai estar. Vou te ensinar tudo que sei”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça
DICAS DE MARKETING
5 dicas de marketing para um negócio de dropshipping
CRIME HEDIONDO
Câmera flagra ataque de suspeito de estuprar garota de 14 anos em SP; vídeo
TERROR
Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas
REVIDE
Passageiro atropelado por motorista de aplicativo após vomitar em carro está em coma
A SERVIÇO DE DEUS
Angela Bismarchi festeja diploma para ser pastora: ‘Eu era pecadora e não sabia’
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz dá caixa com terra de cova de Gabriel para Valentina
INTOCÁVEL
PF pediu prisão domiciliar de Aécio, Cristiane Brasil e Paulinho da Força, mas PGR e STF não concede