Menu
SADER_FULL
sábado, 17 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Fifa estuda acabar com rodízio para sedes da Copa

31 Ago 2007 - 04h39

A Fifa deve adotar um formato olímpico para escolher as futuras sedes de Copa do Mundo a partir de 2018, após uma grande revisão feita pela federação de futebol na forma de escolha dos países que recebem o Mundial, disseram fontes nesta quinta-feira.

Como parte da grande reforma que será apresentada em outubro, todas as regiões do mundo poderão concorrer na mesma disputa pela sede do multi-bilionário torneio, decretando o fim do rodízio de continentes implementado pela Fifa.

"Haverá uma leve mudança, entretanto, e as duas últimas regiões ou continentes que receberam a Copa não poderiam participar da candidatura", disse uma fonte.

"Então, digamos para 2018, países da América do Sul e da África não poderiam concorrer, mas todas as outras regiões poderiam. A nova idéia é baseada no processo de candidatura olímpica, que desperta um interesse maior", comentou.

A África do Sul será o palco da Copa do Mundo de 2010, enquanto o Brasil é candidato único a realizar o Mundial de 2014, segundo o rodízio da Fifa. O anúncio deve ser feito em novembro.

"O fato de o Brasil ter sido o único candidato acordou a Fifa", disse uma fonte da federação. "A Fifa percebeu os benefícios comerciais e receitas que podem ser gerados com uma disputa maior pela sede, especialmente pelas associações, através dos patrocínios e apoios. Isso foi perdido para 2014", completou.

A mudança também seria uma forma de agradar a Uefa, que sob o novo sistema poderia concorrer com maior frequência à sede do Mundial.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, recebeu recentes críticas do aliado Michel Platini, presidente da Uefa, por ter dito que a Copa de 2018 deveria ir para a América do Norte.

"Com essa nova política, a Europa poderia pelo menos apresentar candidatura em três ciclos, não importa qual, o que gera interesse e receitas", disse.

De acordo com as fontes, as novas propostas foram muito bem recebidas por todas as confederações, com exceção da Concacaf, que representa as Américas do Norte e Central e o Caribe.

O presidente da Concacaf, Jack Warner - que também é vice-presidente da Fifa - está insatisfeito porque deseja que o México seja a sede da Copa de 2018.

A Inglaterra e o trio Bélgica, Holanda e Luxemburgo - o Benelux - já confirmaram intenção de concorrer à Copa de 2018 caso a Europa seja autorizada. Outro países como Rússia, Estados Unidos, China, Itália, Espanha e Austrália também já declararam interesse.

 

Terra Redação 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante