Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 21 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Fiems lança Prêmio MS Industrial de Jornalismo

24 Ago 2010 - 12h26Por Assessoria

Com um auditório formado de autoridades políticas, personalidades, profissionais e estudantes de Comunicação Social, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, lançou, na noite de ontem, no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, o Prêmio MS Industrial de Jornalismo e aproveitou para destacar vigor do setor em Mato Grosso do Sul. “Já somos mais de 9,3 mil empresas que empregam 112 mil trabalhadores. Cada vez mais, surgem pólos nos diversos municípios, criando novas oportunidades para nossa gente. As exportações dos nossos produtos, até julho deste ano, chegaram a US$ 1,1 bilhão. Este desempenho da nossa indústria, que fica ainda mais expressivo quando levamos em conta que há 20 anos éramos apenas 3,7 mil indústrias que geravam pouco mais de 32 mil empregos”, informou.

Ele reforçou ainda que o Prêmio MS Industrial de Jornalismo é o reconhecimento aos profissionais da imprensa e a comprovação de que o Sistema Fiems pode fazer muito mais. “O nosso propósito de promover a identidade industrial do Estado avança com uma velocidade incrível. Pela sua ousadia e caráter agregador, trata-se de uma conquista que permanecerá no tempo como essência de um movimento histórico. Estamos edificando um cenário que vai promover uma profunda transformação neste Estado”, disse, completando que não se trata de um futuro distante, pois os efeitos multiplicadores avançam por todas as direções e potencializam outros segmentos como a agroindústria, o comércio e serviços, criando assim uma autêntica malha de expansão do desenvolvimento tem contribuído para impulsionar o desenvolvimento estadual.

Participando o lançamento do prêmio, que vai oferecer R$ 53 mil em dinheiro aos autores das melhores reportagens sobre o setor industrial e o seu papel estratégico no desenvolvimento estadual nas categorias jornalismo impresso, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e universitário, o jornalista Heraldo Pereira, apresentador do Jornal Nacional da Rede Globo, destacou a iniciativa da Fiems ao prover a premiação e incentivou os profissionais a participarem do concurso. “Os números da Fiems destacam o crescimento do setor e as autoridades políticas que estão em campanha também concordam que a indústria vai impulsionar o crescimento do País em 2011. Essas são pautas que podem render excelentes materiais”, sugeriu.

Ele ainda destacou alguns desafios que o setor produtivo como a alta carga tributária e as elevadas taxas de juros, sem esquecer de citar logística como um gargalo para o escoamento da produção industrial. “O Prêmio é um concurso que também vai incentivar a produção de reportagens de qualidade que enfocam a indústria por quem ainda está se formando nos bancos das universidades. Nós jornalistas restaremos atentos a todos estes pontos que podem ser o foco, o gancho das nossas reportagens e com vigilância estaremos em busca deste Prêmio de referência que a Fiems está lançando hoje”, disse, agradecendo ao presidente do Sistema Indústria por considerar e reconhecer o trabalho da imprensa.


Prêmio

As reportagens inscritas no Prêmio MS de Industrial Jornalismo deverão ter sido publicadas entre 24 de agosto de 2010 a 25 de março de 2011, sendo que o prazo final de inscrições é 31 de março e os nomes dos vencedores serão conhecidos durante cerimônia programada para 25 de maio de 2011, Dia da Indústria. O concurso vai distribuir R$ 53 mil em prêmios e o trabalho que obtiver o maior número de votos entre os finalistas das cinco primeiras categorias – a categoria Jornalismo Universitário não concorrerá nessa fase - será o grande vencedor do Prêmio MS Industrial Jornalismo e receberá R$ 10 mil em dinheiro, além de medalha e troféu.

Já os vencedores nas categorias Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Telejornalismo, Fotojornalismo e Webjornalismo receberão prêmios em dinheiro, com R$ 6 mil para o 1º lugar e R$ 2 mil para o 2º lugar, além de diplomas e troféus. Já o primeiro e segundo colocados na categoria Jornalismo Universitário receberão R$ 2 mil e R$ 1 mil em dinheiro, respectivamente, além de diplomas e troféus, lembrando que nessa categoria só podem se inscrever estudantes do curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a partir do 5º período.

O formato do material enviado para o concurso para todas as categorias será o original e cinco cópias do trabalho em que constem o veículo e a data de publicação ou veiculação. Os trabalhos impressos, em vídeo ou mídia eletrônica devem ser acompanhados de declaração da direção ou chefia confirmando autoria, data, horário e programa de veiculação e no caso específico, o endereço do website.

A temática do Prêmio MS Industrial de Jornalismo abrangerá reportagens veiculadas no rádio e televisão, bem como aquelas publicadas nos jornais e sites de notícias que evidenciem a indústria como nova força da economia do Estado e abordem o papel do Sistema Fiems, por meio do Sesi, Senai e IEL, no apoio integral à produção, através da educação básica e profissional, saúde, responsabilidade social, inovação tecnológica, meio ambiente e sustentabilidade, esporte e lazer.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso