Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 25 de maio de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

FHC diz que Brasil precisa recuperar a decência

11 Jun 2007 - 14h40
 

Ao participar nesta tarde de segunda-feira (dia 11) do seminário sobre meio-ambiente que o PSDB realiza no Rio de Janeiro, sob a coordenação da senadora Marisa Serrano (MS), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que "o Estado brasileiro é permeado por corrupção, compadrismo, leniência e desrespeito".

Presidente de honra do PSDB, o ex-presidente conclamou em seu discurso a população brasileira a "não aceitar a leniência permanente diante da corrupção".

De acordo com ele "ou recuperamos a decência, ou não há o que fazer". Isso vale também para a questão ambiental, acrescentou Fernando Henrique. Ele considera necessário que haja punição para se evitar crimes como os ambientais, entre outros.

Após o discurso, o ex-presidente deu entrevista, mas não respondeu perguntas sobre corrupção, limitando-se a falar sobre meio ambiente . Ele considerou "preocupantes" as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Europa que se aliou à China, Índia, México e África do Sul, defendendo que não haja cotas para emissão de crédito de carbono por parte dos países em desenvolvimento.

"Podemos e devemos, por nossa conta, impor limites à tragédia que está ocorrendo", disse Fernando Henrique. De acordo com o ex-presidente, o que causa essas emissões no Brasil são as queimadas e a redução delas não atrasaria o desenvolvimento brasileiro. "Queremos desenvolvimento, mas sadio. É queimada zero", disse.

FHC defendeu que a questão ambiental seja uma das cinco bandeiras do PSDB. "Este tema é nosso. Não é exclusivo, mas é nosso", reiterou o ex-presidente no discurso para uma platéia que inclui convidados do Partido Verde e de organizações não-governamentais, como o Greenpeace.

Fernando Henrique afirmou também que há uma burocracia no Itamaraty que entende que assumir metas de redução de emissões poluentes seria fazer o jogo dos países desenvolvidos. Ele perguntou se o presidente Lula viu o filme 'Uma verdade inconveniente', com o ex-vice presidente norte-americano, Al Gore. "Se viu, ele está assustado também", afirmou.

O ex-presidente está preocupado também com os efeitos do etanol sobre o meio ambiente. Ele defende o zoneamento agrícola para o setor.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Governo dobra vagas de concurso da PF e convocações saem no fim do ano
FEMINICIDIO
Mulher é morta com 75 facadas pelo ex-marido após 25 anos de casamento
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
'Peguei meu filho e achei que estivesse morto', diz mãe de criança dopada em creche
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira o que tá na promoção que vai até este sábado no O Boticário em Fátima do Sul
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Visite Bonito (MS) na baixa temporada, saiba o porquê!
FÁTIMA DO SUL - TRATAMENTO COACH
De Nova Andradina, Vanessa recupera autoestima com tratamento 'Coach' Célia Tenório de Fátima do Sul
CASA BOCA SUJA
morador instala placas com palavrões nos muros de casa
MACABRO
Mulher é encontrada morta ao lado de uma oferenda
AMOR AO PRÓXIMO
Acidentada e abandonada, idosa é adotada por mulher de 30 anos
TRISTEZA
Morre menina que teve o corpo queimado em tentativa de furto em oleoduto, em Duque de Caxias