Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 9 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Felipão compara falhas do Verdão à várzea

9 Set 2010 - 15h16Por Globo Esporte
O técnico Luiz Felipe Scolari era um dos mais irritados com a fraca atuação do Palmeiras no empate de 1 a 1, quarta-feira à noite, diante do Vitória, em Salvador. Na análise do treinador, seu time está tomando gols em lances infantis.

- Foram erros absurdos, infantis, típicos de futebol de várzea. Vou dar exemplo do gol que sofremos, veio de um balão do goleiro deles. É um erro gritante, que não acontece nem em jogo de casados contra solteiros de 60 anos.

A bronca é referente ao gol de Elkeson, logo aos nove minutos de bola rolando, numa jogada que começou com o goleiro Viáfara e teve o passe de Júnior antes da finalização.

Contra o Vitória, o Verdão chegou ao seu décimo empate – é o recordista no quesito – neste Brasileirão. E, num campeonato de pontos corridos, com vitória valendo três pontos, empatar demais não é bom negócio para ninguém.

- Vamos ter de trabalhar muito, mas providências serão tomadas - completou Felipão.
O próximo jogo do Palmeiras será no domingo, contra o Vasco, no Pacaembu, a partir das 16h (horário de Brasília).

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Pesqueiro 7 Bello serve delicioso almoço com pratos típicos do peixe neste domingo em VICENTINA
COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado
SE DEU MAL
Assaltante é morto após fazer idosa de 83 anos refém no Rio de Janeiro