Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 24 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Fazendas de MS estão na rota do tráfico

2 Jul 2007 - 13h45
Traficantes de drogas estão transformando fazendas no Pantanal de Mato Grosso do Sul em entreposto para distribuição de cocaína. As investigações da Polícia Federal revelam de onde as organizações criminosas estão trazendo a droga e como agem para transportar o entorpecente até a Europa e a Ásia.

A beleza que atrai turistas do mundo inteiro também serve de esconderijo. Em uma fazenda, a polícia encontrou 160 quilos de pasta de cocaína. Os policiais usaram helicópteros e barcos para chegar ao local - que fica nas proximidades da fronteira com a Bolívia. "Por se tratar de uma região inóspita, muito grande e desabitada, o transporte de cocaína é feito sem levantar suspeita", diz o delegado Guilherme de Almeida, da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul.

O Brasil tem apenas 1.700 agentes federais para fiscalizar quase 17 mil quilômetros de fronteiras, com dez países. É o correspondente a um policial para cada dez quilômetros. Para intensificar os grandes carregamentos de droga, geralmente transportados em aviões, a polícia conta com uma rede de informantes e acordos de cooperação com países da América do Sul e, principalmente, com os Estados Unidos e Europa.

Nos últimos anos, várias organizações criminosas foram desarticuladas em Mato Grosso do Sul. A Justiça conseguiu extraditar 15 grandes traficantes brasileiros presos no Paraguai, que agora cumprem pena no Brasil.

 

 Porta de entrada

Quem usa o Pantanal como porta de entrada são os traficantes da Bolívia. Os aviões que trazem a cocaína pousam nas fazendas pantaneiras. Já a droga produzida na Colômbia e no Peru segue de avião até Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O produto entra no Brasil por Ponta Porã, de onde partem também grandes carregamentos de maconha.

O Paraguai é o segundo maior produtor dessa droga, só perde para o Marrocos. No ano passado, a polícia do país vizinho destruiu 2 mil hectares de maconha. Mesmo assim, 85% da produção paraguaia vem para o Brasil.

Neste ano, foram incineradas 62 toneladas de droga em Mato Grosso do Sul.

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEÃ DO MUNDO FUTSAL
Não deu na Copa, mas deu no Futsal: Campeãs mundiais
RESPIRA POR APARELHOS
Hospital divulga boletim sobre estado de filho de Huck e Angélica
FAMOSIDADES
Filho de Angélica e Luciano Huck sofre acidente com wakeboard em Ilha Grande
DUPLO ASSASSINATO
Criança vê execução de pai e mãe em menos de 6 meses
COPA AMÉRICA
Brasil joga bonito, goleia Peru e se classifica em primeiro, veja os gols
SELFIE MORTAL
Jovem morre ao tentar tirar selfie na estação de trem do Riachuelo
CIGARRO ELETRÔNICO
Narguilé explode e jovem tem 60% do corpo queimado em festa
SOB INVESTIGAÇÃO
Menina de um ano morre e IML aponta agressão física como causa da morte
CASO NEYMAR
Caso Neymar: Polícia francesa recupera imagens de hotel
MUNDO DA MÚSICA
Ludmilla posta foto de biquíni ao lado da namorada e faz declaração