Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Favorita, seleção feminina de vôlei estréia hoje no Pan

14 Jul 2007 - 09h01

Um time tradicional, com glórias no passado, mas que já há algum tempo não consegue se impor diante de rivais de primeira linha. Esse é o Peru, adversário de estréia do Brasil no torneio feminino de vôlei do Pan-Americano, às 22h deste sábado, no Maracanãzinho.

Dona de cinco medalhas de prata e três bronzes na história da competição, a seleção peruana era a principal força sul-americana da modalidade até o final da década de 1980, quando foi superada pelas brasileiras, atuais vice-campeãs mundiais e favoritas para ficar com o ouro no Rio de Janeiro.

"A seleção do Peru foi uma equipe que lá atrás incomodou bastante o time do Brasil. Mas a história mudou. O voleibol brasileiro trabalhou muito para reverter a situação e chegar ao nível que está. Mesmo assim, precisamos respeitar todos os adversários. Não podemos entrar na quadra achando que será fácil. Cada jogo terá uma história diferente", afirma a ponteira Sassá.

Se perderam qualidade nos últimos anos, as peruanas, pelo menos, ganharam um fator positivo: a surpresa. Longe das principais competições do planeta, suas atletas são desconhecidas para algumas integrantes da seleção brasileira.

"Não conhecemos o atual time peruano. Temos que lembrar que elas vêm como franco-atiradoras. E essas partidas contra equipes sem responsabilidade são mais perigosas. Não podemos perder o foco e deixar o adversário crescer durante a partida. Jogar no Brasil diante da torcida é especial sempre dá aquele famoso friozinho na barriga", diz a oposto Mari.

O desfalque do técnico José Roberto Guimarães para a partida de hoje será a ponteira Jaqueline, que foi cortada na quinta-feira após ser flagrada no exame antidoping pelo uso da substância sibutramina, que serve para moderar o apetite. Para o seu lugar foi convocada a jovem Regiane, 20.

Das 12 integrantes do elenco brasileiro no Rio, quatro estiveram presente na última conquista do país no vôlei do Pan. As levantadoras Fofão e Carol Albuquerque, a ponteira Érika e a meio-de-rede Waleswska ficaram com a medalha de ouro em Winnipeg-1999.

Quatro anos depois, em Santo Domingo, o país levou aos Jogos uma equipe juvenil, que terminou na quarta colocação. A meio-de-rede Fabiana era uma daquelas jovens jogadoras.

"Espero somente coisas boas para este jogo de estréia. Todas as jogadoras estão ansiosas para a estréia e já estamos no clima dos Jogos Pan-Americanos. O Peru é um time bom, bem estruturado. Sabemos que, se vacilarmos, podemos perder. Por isso, a atenção precisa ser redobrada", conclui.

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos