Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Famasul discute febre aftosa no Paraguai

24 Ago 2004 - 07h43
O presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Léo Brito, acompanhará amanhã a reunião com autoridades de defesa sanitária animal brasileiras e paraguaias, no país vizinho, para confirmar se a doença que acometeu o rebanho do Paraguai é realmente a IBR ou se mais uma vez trata-se de febre aftosa. Também estarão presentes na reunião a CNA Confederação da Agricultura), Cindam (Conselho das Industrias), DFA (Delegacia Federal da Agricultura) e a Iagro.

A comitiva brasileira parte do Aeroporto Internacional de Campo Grande às 8 horas (a reunião esta marcada para às 10 horas em Pedro Juan Cabalero). Vários Sindicatos Rurais da fronteira de Mato Grosso do Sul e do do Paraguay, devem participar do encontro com autoridades do Paraguaias e Brasileiras.

Segundo Brito, existe uma expectativa muito grande de que o Paraguai finalmente sincronize as ações de defesa sanitária de uma forma transparente e que abra a fiscalização da fronteira. “Este será um evento decisivo para a sanidade do rebanho brasileiro. Acreditamos que as autoridades do Brasil e do Paraguai de forma definitiva decidirão que sobressaltos, sustos, não cabem numa pecuária moderna e numa relação comercial como a do mercosul”, afirma.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo