Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de abril de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Famasul assume coordenação da Câmara Setorial do Leite

9 Out 2004 - 08h39
 

“O cerrado vai ter um grande estouro na produção de leite. Nós não temos dúvida nenhuma que Mato Grosso do Sul vai crescer na produção leiteira como aconteceu com Goiás, por exemplo, desde que haja vontade política e vontade das instituições para isso” a previsão otimista é da economista Adriana Braga, consultora técnica da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e da Funar (Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural), que acaba de assumir a Coordenação a Câmara Setorial do Leite em Mato Grosso do Sul.

Adriana explica que pretende dar seqüência ao trabalho que já vinha sendo desenvolvido “com muita eficiência” pelo último coordenador, Edgar Pereira. “Dando seqüência a este trabalho, espero que consigamos implantar os dois grandes projetos, as duas bandeiras que carregamos que é o Conseleite e o Leite Legal.”

Para Adriana, o crescimento do leite em Mato Grosso do Sul vai acontecer de qualquer forma, e se houver interesse da classe política e de todas as entidades envolvidas na cadeia produtiva, como as federações e a indústria, esse crescimento será fortalecido e acontecerá de forma estruturada. Nesse sentido um dos maiores objetivos do trabalho da Câmara Setorial, segundo Adriana, é uma maior profissionalização da pecuária de leite em MS. “Isto é possível. Nós temos competitividade e logística, fazemos divisa com um grande centro consumidor que é São Paulo, e temos também condições de produzir um leite barato, sendo que nossa produção é basicamente à pasto”, observa.

À frente da Câmara Setorial desde o dia 5 deste mês, Adriana destaca que, entre os principais desafios estão a busca de um relacionamento melhor entre indústria e produtor, produção de um leite com qualidade em todo o Estado e principalmente, a busca da competitividade para o pequeno produtor. “Esse vai ser meu maior desafio, o pequeno produtor precisa se organizar através de associações e cooperativas, para que ele possa se tornar realmente competitivo e tenha condições de ter uma remuneração melhor com seu produto”, defende Adriana.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura