Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Faltam remédios para transplantados no Estado

14 Ago 2004 - 09h47
Cerca de 380 pacientes transplantados de Mato Grosso do Sul estão sem medicamentos importantes para evitar rejeição nos transplantes de rim, fígado e coração.

Os remédios que estão em falta são o “Cell cept” e o “Progaf”, que eram entregues pela Casa da Saúde, em Campo Grande. O custo de cada medicamento é, em média, mais de mil reais a caixa. De acordo com o presidente da Associação dos Renais Crônicos e Transplantados (Recromassul), Gesilvado Carlos, está sendo feita alteração do “Progaf” pelo “Cicrosporina”.

“Quem é medicado com o “Progaf”, geralmente o organismo não aceitou o “Cicrosporina”.

Outro problema que afeta quem ainda faz hemodiálise é o “Hemax” , que já está acabando, segundo o presidente da Recromassul. Aqui no Estado, são mais de mil pacientes na fila da espera por transplante.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde, os remédios devem ser entregues na semana que vem. “Para quem precisa de dois comprimidos por dia, a espera pode ser comprometedora”.
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local
CRIMINOSO FORAGIDO
Homem invade apartamento para roubar e estupra adolescente
FAMOSIDADES
Leonardo não foi ao casamento da filha, Jéssica, porque se irritou com o "cache" recebido pelo casal
DOENÇA TERRIVEL
Jovem com câncer terminal foge de hospital, realiza desejo de comer hambúrguer e morre
SUICIDIO
Técnica de enfermagem tira a própria vida dentro de banheiro de hospital
PACOTE PÁSCOA NO CAMPO BELO RESORT
Campo Belo Resort com pacote especial para a PÁSCOA, Confira aqui e já faça sua reserva
CORAJOSA
Mulher reage a assalto e dá surra em bandido
DESUMANIDADE
Motorista morre em acidente com caminhão e carga de frango é saqueada
LOTERIA
Loterias do final de semana podem pagar mais de R$ 23 MILHÕES
CRIATIVIDADE
Mulher consegue emprego após 5 horas no semáforo com cartaz