Menu
SADER_FULL
domingo, 21 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Falta de laudos de estádios ameaça campeonatos de MS

25 Ago 2010 - 06h25Por Campo Grande News

A falta de laudos técnicos dos principais estádios do Estado pode ameaçar a realização da Copa MS, campeonato lançado pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) e que deve começar em outubro.

Em reunião realizada ontem (23) na sede da FFMS, dirigentes de clubes e da Federação discutiram o problema, um dos pontos mais críticos do futebol de Mato Grosso do Sul. Atualmente apenas o Itaporã e o Corumbaense possuem laudos dos estádios Chavinha e Arthur Marinho, onde atuam como mandantes.

Os laudos, emitidos pela Vigilância Sanitária Estadual, são enviados ao Ministério Público, que aprova ou não a entrada da torcida e a realização de partidas de futebol profissional.

O Jacques da Luz, nas Moreninhas, é um exemplo. Após receber laudos, a Promotoria Pública do Estado interditou o campo em função de restrições na infraestrutura. Assim, apenas jogadores, arbitragem, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros podem entrar no estádio.

O laudo do Morenão, que vence esta semana, poderia ameaçar a realização de jogos do Cene pelo Brasileiro da Série D caso o time confirmasse a classificação para a segunda fase. O time e a FFMS já cogitavam a realização de jogos no Madrugadão, em Três Lagoas.

De acordo com o presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, Francisco Cezário, as exigências do Estatuto de Torcedor e do Ministério Público aumentaram. Por isso os times devem regularizar a situação dos estádios utilizados no mando de campo tanto para a Copa MS quanto para o Estadual do ano que vem.

“Se for preciso fazer um campeonato com apenas duas equipes, será feito, mas com duas equipes exemplos. Não vamos soltar tabela e regulamento sem que todas as equipes estejam regulares”, foi taxativo.

“Se os clubes não buscarem o quanto antes a regularização, não teremos condições de participar nem do próximo Estadual. A legislação mudou muito, acabou aquele negócio de deixar para a última hora e arrumar um jeitinho brasileiro” afirmou José Rodrigues, presidente do Cene.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso