Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

F 1: Interesse pelo GP da China é enorme

21 Set 2004 - 09h08
A administração do Circuito Internacional de Xangai distribuiu nota nesta segunda informando que 90% dos ingressos do GP da China já foram comercializados. A prova, no fim de semana, é a 16ª da temporada e representa a estréia da Fórmula 1 no país comunista.

Representantes das equipes consideram o evento como da alta importância. "É a corrida mais importante da história do automobilismo. Estamos iniciando uma nova era, a corrida terá mais telespectadores no mundo todo do que a F-1 jamais teve", afirmou Norbert Haug, diretor da Mercedes, sócia da equipe McLaren.

O interesse dos chineses por um produto que é o protótipo do capitalismo, a Fórmula 1, tem sido enorme, ao menos segundo os organizadores da prova. De acordo com dados divulgados, 30% dos torcedores que adquiriram ingressos são de Xangai mesmo, enquanto 55% irão de outras regiões da China e 15% serão de estrangeiros. Os preços variam de US$ 20 (cerca de 58 reais), apenas para os treinos de sexta-feira, até US$ 450 (cerca de R$ 1,3 mil), para os três dias de competição, arquibancada principal. A sessão de classificação, sábado, será às 2 horas de sábado, e a largada, domingo, às 3 horas, horários de Brasília.

Os chineses investiram US$ 200 milhões (cerca de R$ 584 milhões) na construção do circuito, sob responsabilidade do arquiteto alemão Herman Tilke, o mesmo que projetou os autódromos de Sepang, na Malásia, Sakhir, em Bahrein, e Istambul, na Turquia, que estreará na próxima temporada.

A inclusão de Xangai do Mundial ganhou aprovação unânime. Além de Haug, da Mercedes, David Richards, da BAR-Honda, vê a importância econômica do evento. "A China é uma nova fronteira. Todos estão de olho do crescimento de seu enorme mercado potencial."

O anuncio do fechamento das portas da Jaguar tem de ser visto pelo lado positivo, destacou Bernie Ecclestone, promotor do campeonato. “Há a previsão de que as equipes grandes passarem a correr com três carros para atingirmos 20 no grid”, disse. “E eu prefiro ver três Ferraris, três McLarens e três Williams andando na frente a uma Jaguar lutando lá atrás, com Jordan e Minardi”.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho