Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 18 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Exposição na Catedral de Dourados marca os 50 anos da Diocese

9 Ago 2007 - 15h08
 

O fotógrafo e documentarista José Enedilton Barros lança hoje, às 19h30, no salão paroquial da Catedral Imaculada Conceição, a exposição de fotografias "Um Só Coração", que homenageia os 50 anos da Diocese de Dourados. São 75 imagens, dos 36 municípios que compõem a Diocese. O coquetel de lançamento do projeto, que começou em maio do ano passado, contará com a presença da banda da 4ª Brigada do Exército.

A mostra reúne fotos externas de 45 paróquias e da diaconia de Jateí. O trabalho foi amplamente apoiado pelos membros da Diocese. "Sem a ajuda deles seria impossível a conclusão de um projeto como esse. Tive de percorrer dezenas de cidades, fotografando detalhes e ângulos que muitas vezes passam despercebidos ao público", comenta o fotógrafo. A exposição também resgatou e restaurou imagens de bispos da Diocese. Todas as fotografias são em preto e branco, capturadas em sistema digital. José Enedilton já havia utilizado o mesmo sistema na mostra "Gente", que revelou os detalhes da Casa da Divina Providência.

A exposição, realizada no início do ano, no espaço cultural do Kikão Restaurante, reuniu 70 imagens, coletadas pelo documentarista que trabalhou como voluntário na entidade durante um ano. A idéia foi também foi uma homenagem de José Enedilton aos 50 anos da casa de assistência dirigida por Rosalina Colaço. Para o documentarista, a exposição "Um Só Coração" tem significado especial. "É um projeto diferente, um pouco trabalhoso. Percorri cidades como Taquarussu, Batayporã, Mundo Novo e Iguatemi", destaca.

"Em todas as cidades fui muito bem recebido pela comunidade católica, que agora poderá conferir o resultado dessas viagens", cita. A exposição segue até o dia 19 deste mês, aberta em horário comercial. A entrada é gratuita. "A exposição também será uma maneira da população de Dourados conhecer a arquitetura de diferentes paróquias do Estado", enfatiza José Enedilton. "O próprio tema destaca esta pluralidade: são muitos povos, vários caminhos e um só coração", frisa o fotógrafo.

Para o professor Paulo Nolasco, a exposição reflete valiosas fontes primárias da fotografia e reflete a convivência do documentarista com a Diocese de Dourados. José Enedilton pretende realizar no final do ano uma homenagem ao aniversário de Dourados. Ele planeja uma coletênea de imagens dos principais atrativos da cidade. "A idéia é enaltecer os aspectos positivos do município. Um olhar atento a tudo que nossa cidade tem de positivo", conclui o artista.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto