Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 26 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Exportação da Sadia sobe 17% em abril

25 Mai 2010 - 14h24Por Conjuntura Online

A receita obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País. Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado. Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões. Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.


 
 
A receita obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País. Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado. Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões. Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.


 
 

A receita  obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País.

Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado.

Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões.

Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLITICA
Silvio Santos nega apoio a Bolsonaro e diz que não revela voto
HORARIO DE VERÃO
Governo federal confirma início do horário de verão para 4 de novembro
VEICULO ROUBADO
Carro roubado é arrastado por onibus; suspeito ficou gravemente ferido
AMEAÇAS
Marilia Mendonça Denuncia ameaças após aderir à campanha contra Bolsonaro
FATALIDADE
Adolescente sai para jogar futebol com amigos e morre afogado
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Maura fala sobre transar com homem: 'Detestei'
CORRIDA SUCESSÓRIA
Ibope mostra Bolsonaro estagnado com 28% e Haddad cresce 3 pontos e vai a 22%
FUTEBOL
Pela sexta vez Marta é eleita a melhor jogadora do mundo
FUGA FRACASSADA
Tentativa de fuga termina com agente de cadeia e detentos feridos
ASSASSINATO
Por quebrar "pacto de sangue" homem é assassinado juntamente com amigo