Menu
SADER_FULL
terça, 19 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Explosão em Bagdá deixa quatro mortos e 24 feridos

17 Ago 2004 - 07h00
Ao menos quatro pessoas morreram e outras 24 ficaram feridas hoje em um ataque a bomba de insurgentes contra uma rua movimentada de Bagdá, informou o Ministério do Interior iraquiano.

A explosão destruiu cinco automóveis e danificou algumas fachadas de edifícios na capital iraquiana.

O Ministério do Interior havia informado anteriormente que a explosão teria sido causada por um carro-bomba.

"Achavámos que se tratava de um carro-bomba, pois um edifício foi muito danificado, mas os técnicos em balística concluíram que se tratava de um morteiro", declarou o coronel Adnane Abdel Rahmane.

O número de mortos e feridos é parcial, acrescentou o funcionário.

Os insurgentes aumentaram nos últimos dias os ataques com obuses contra a denominada "zona verde", a fortaleza que abriga a sede do governo interino iraquiano e as Embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Najaf

Em Najaf, no sul do Iraque, combates entre milicianos leais ao líder xiita Moqtada al Sadr e as tropas americanas e iraquianas foram reiniciados nesta manhã nas imediações do mausoléu do imã Ali, que fica no centro

A Conferência Nacional Iraquiana decidiu ontem enviar uma delegação a Najaf para pedir a Al Sadr que retire sua milícia da mesquita e que transforme seu movimento em um partido político.

"Devemos cooperar para convencer Al Sadr e nossos queridos irmãos do Exército de Mehdi para que transformem sua milícia em partido político, organização ou qualquer que seja sua denominação", afirmou o xeque Hussein al Sadr, um religioso xiita de Bagdá, parente de Moqtada, que apresentou a resolução para a Conferência Nacional, falando para cerca de 1.300 delegados que participavam do evento.

As forças rebeldes xiitas, leais ao clérigo, estão há mais de uma semana se enfrentando com as forças americanas e iraquianas no sul do país. O levante, iniciado depois de quase dois meses de trégua, está sendo considerado um dos maiores desafios do governo interino iraquiano.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo