Menu
SADER_FULL
domingo, 27 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Execução do hino pode ser obrigatória em escolas

14 Jul 2004 - 15h25
No primeiro dia letivo de cada mês as escolas de ensino médio, técnico e fundamental deverá ser hasteada a bandeira nacional e executado o hino nacional no início de cada turno, caso seja aprovado o Projeto de Lei 3575/04. A proposição, de autoria do deputado Carlos Nader (PFL-RJ), encontra-se na Comissão de Educação e Cultura e tem como relator o deputado José Ivo Sartori (PMDB-RS).
O objetivo da medida, de acordo com o autor, "é cultivar nos alunos o patriotismo, hoje bastante esquecido. É importante que as escolas, encarregadas da boa formação de nossos jovens, retomem a prática de hastear a bandeira nacional e de executar o hino nacional no início de cada mês letivo”.
O autor argumenta que essa conduta cívica trará de volta a reverência aos símbolos nacionais. Na avaliação de Carlos Nader, a noção de pátria e de cidadania está intimamente ligada a símbolos.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
FÁTIMA DO SUL - CARREATA DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros preparam carreata e conclamam o comércio para que fechem as portas em Fátima do Sul
COPA DO MUNDO
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
FÁTIMA DO SUL - PROTESTOS CONTINUAM
Bloqueios continuam e caminhoneiros convocam população para 'Parar Fátima do Sul'
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível