Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Etiópia começa a fabricar genéricos contra Aids

17 Set 2004 - 13h25

Uma empresa da Etiópia começou a produzir remédios genéricos para o tratamento da Aids e pretende vendê-los para países da costa oriental da África a preços menores do que os dos medicamentos importados.

Tsegaye Gebreselassie, diretor geral da empresa Addis Pharmaceutical, disse na sexta-feira que a produção dos remédios anti-retrovirais começou nesta semana depois de um ano de pesquisas. Até o próximo mês, afirmou o diretor geral, entrarão em produção sete tipos diferentes de remédios anti-retrovirais, o único medicamento capaz de deter a progressão da Aids.

"Temos certeza de que nossos remédios farão uma grande diferença. Eles vão ajudar as pessoas pobres na Etiópia e na região a conseguirem remédios facilmente e a preços menores quando comparados com os remédios importados", afirmou à Reuters Gebreselassie.

Cerca de três milhões dos 67,8 milhões de etíopes já foram contaminados com o vírus da Aids. Segundo o Ministério da Saúde do país, a cada dia, mil pessoas adquirem o HIV.

Até o final de 2005, a fábrica de 39 milhões de dólares construída em Adigrat (800 quilômetros ao norte de Adis-Abeba, capital) pretende começar a exportar os medicamentos para os vizinhos Sudão, Quênia, Uganda e Tanzânia, disse o diretor geral. A empresa prevê produzir 1,2 bilhão de cápsulas por ano.

"Nosso medicamento será relativamente barato se comparado com os medicamentos importados pela África. Mas o preço pode diminuir ainda mais se outros países e organizações ajudarem financeiramente as fábricas a produzir os remédios", acrescentou.

Apesar de o governo etíope ter aprovado o projeto de fabricação dos medicamentos, ele ainda não deixou claro se pretende comprar esses remédios para implementar o prometido plano de tratamento gratuito para a camada mais pobre da população.

A Organização das Nações Unidas (ONU) criticou a Etiópia por não se mobilizar com a velocidade necessária a fim de deter o avanço da doença.
 

Reuters

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos