Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Estudo sobre o cerol será apresentado em Brasíla por perito de MS

21 Set 2010 - 06h44Por Notícias MS

Para comprovar o poder cortante da mistura feita entre o pó de vidro e a cola, usada por adolescentes quando empinam pipas, o perito criminal Evandro Rodrigo Pedão, do Instituto de Análises Laboratoriais Forense (Ialf) de Mato Grosso do Sul realizou uma pesquisa onde pôde analisar microscopicamente o popular cerol. O perito apresentará sua pesquisa, “Identificação de material vítreo e caracterização do poder cortante de linha com cerol”, durante o 3° Seminário Nacional de DNA e Laboratório Forense que acontece na Universidade de Brasília (UNB) entre os dias 21 a 24 de setembro. O trabalho será em forma de pôster, contendo 28 páginas, que além de explicar o que é o cerol, expõe também fotos das análises e dos testes realizados.

De acordo com a pesquisa, existe uma disputa entre os adolescentes que transforma a brincadeira de soltar pipa em uma arma letal. O objetivo é cortar a linha da pipa oponente para que se possa ganhá-la, permanecendo assim somente uma pipa no ar. Um risco não só para as crianças, mas para todas as pessoas próximas à área.

O vidro é principal material para a produção do cerol. Segundo Evandro, primeiro os adolescentes transformam o vidro em pó, utilizando um pedaço de pau e um recipiente para moer, em seguida é acrescentado cola. Com as mãos livres e sem proteção, passam a mistura na linha usada para soltar pipa. Em alguns casos o vidro é substituído por limalha de ferro, o que pode provocar choques elétricos, principalmente durante uma tempestade ou com o contato de fios de alta tensão.

No decorrer do trabalho, os materiais foram coletados e analisados microscopicamente, na busca de fragmentos vítreos e material colante. Com o auxílio de um estereoscópico, foi possível comprovar a existência de fragmentos de material compatível com vidro colado na linha da pipa. Foi realizado também o teste de eficiência para avaliar o poder cortante do cerol utilizando a carne bovina.  

"Usei uma linha, de aproximadamente 7,0 metros, contendo cerol, e um pedaço de carne bovina. A linha foi amarrada e esticada em suportes fixos. O pedaço de carne foi repassado entre a linha dividindo a carne em dois pedaços. Após o teste com pedaços de carne verificou-se que a amostra da linha que apresenta impregnações de fragmentos compatíveis com vidro é cortante, assim sendo, é capaz de produzir lesão corporal”, explicou o perito criminal Evandro.

O teste pôde comprovar que existe a possibilidade de levar alguém à morte, principalmente os motoqueiros, apontados como a principal vitima do cerol. “Considerando alguns fatores, como velocidade de deslizamento, tensão da linha no momento de contato com o individuo, região do corpo atingida,  bem como a profundidade da lesão e dos órgãos afetados, é possível que ocorra", analisou Evandro.

Com essa metodologia, foi possível contribuir com os trabalhos de Polícia Judiciária da Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e a Juventude (Deaij) para a elucidação de onze casos envolvendo pipas, cujas linhas continham o cerol. A partir destes exames, o Ialf passou a apresentar palestras em eventos sociais de conscientização à população, expondo sobre os perigos que a utilização de cerol pode trazer às pessoas, sobretudo às crianças e motociclistas.


Deixe seu Comentário

Leia Também

AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito