Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Estudante de 15 anos esfaqueia colega em MT

4 Abr 2007 - 17h54

 

A estudante A.S.C., 15 anos, atacou com uma faca de cozinha ontem à tarde a colega Pâmela Rodrigues Silva, 15 anos, no intervalo da aula, na Escola Estadual Sarita Baracat, em Várzea Grande (MT). A agressora foi detida em flagrante por uma equipe da Policia Militar que realizava ronda na região e encaminhou A.C.S para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), em Várzea Grande.
Segundo informações da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), as duas garotas, que estão no 1º ano do Ensino Médio, estavam discutindo desde o início do ano. A agressora A.S.C. disse que levou a faca de cozinha para a escola porque no dia anterior Pâmela havia ameaçado agredi-la com sua turma.

A estudante ferida foi levada ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande e submeteu-se a uma cirurgia. Ela continua internada e passa bem. A agressora está detida na Delegacia Especializada da Juventude. O caso será encaminhado para a Vara Especializada da Infância e Juventude, e o juiz decidirá se a agressora será solta ou encaminhada para o Complexo Socioeducativo Pomeri (Centro Acautelar para Adolescentes).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico