Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Estados se unem e criam cinturão de defesa fitossanitária

1 Jun 2007 - 13h48
O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) promoveu uma reunião esta manhã (1º) com representantes de empresas de auto guincho, Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) para discutir novas regras do serviço de guincho de veículos apreendidos.

 

        Segundo o diretor-presidente do Detran-MS, Carlos Henrique dos Santos Pereira, o objetivo é baratear o preço, gerar a opção ao usuário de escolher qual empresa vai efetuar o serviço e ampliar o volume de prestadores. Ficou definido na reunião que os representantes das empresas elaborem um valor de mercado para ser avaliado pelo Detran. “A idéia é amenizar a inadimplência do sistema. No ano passado, tivemos sete leilões de 2500 veículos apreendidos que não efetuaram nenhum pagamento”, diz. O diretor-presidente adiantou que esse recurso poderá vir de um fundo para as empresas.

 

        Os guinchos deverão ser credenciados e/ou cadastrados junto ao Detran para prestar o serviço regularmente. As credenciadas se responsabilizarão por eventuais prejuízos causados nos veículos durante o transporte até o Detran e as cadastradas não.

 

        O Superintendente Regional do Procon, William Douglas Brito, afirma que as novas regras protegem o consumidor uma vez que dão a opção de escolha inclusive fora das credenciadas. “O usuário vai poder chamar a empresa cadastrada de sua confiança”.

 

A nova portaria com as regras deverá ser publicada na semana que vem. “Ainda será criada na portaria uma Central de Atendimento onde funcionará um rodízio de apreensão, que é uma garantia de que todas as empresas credenciadas trabalhem sem preferência”, explica o diretor-presidente.

 

 

 

Notícias.ms

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel