Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 21 de setembro de 2019
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Estado amplia unidades de pesquisa para fruticultura

21 Mar 2007 - 14h53
O Governo estadual, por intermédio de ações desenvolvidas pela Câmara Setorial da Fruticultura, vai instalar novas unidades de pesquisa para o fomento da fruticultura nos municípios de Aquidauana e Ivinhema. Uma parceria da Secretaria de Produção (Seprotur), Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Cultura (Fapems), com interveniência da Universidade Estadual do Estado (UEMS), e a prefeitura municipal de Ivinhema permite formar os convênios que somam um total de R$56,7 mil. 

 

As novas Unidades Demonstrativas terão uma área de 1,5 hectares cada. As espécies frutíferas a serem implantadas no município de Aquidauana são manga, goiaba, banana, caju e coco. E em Ivinhema, a manga, goiaba, banana, maracujá, mamão e abacaxi. 

 

Cada unidade irá desenvolver, a partir da implantação das culturas, um trabalho de avaliação no comportamento das espécies, além de desenvolverem a capacitação de técnicos e produtores locais. Conforme a coordenadora da Câmara Setorial, Gisele Garcia de Sousa, “as unidades demonstrativas irão desenvolver um trabalho de pesquisa voltado para a avaliação de comportamento das espécies nas regiões oeste e sul do Estado. A partir desses estudos, finalmente, teremos um resultado científico de suas aptidões e produções. Diante disso, poderemos executar o trabalho de capacitação”, detalha.  

 

Os resultados dessas ações serão apresentados em publicações técnicas que servirão como base para o desenvolvimento de pólos de fruticulturas. Também são parceiros do projeto as empresas Amanco do Brasil, que fará a doação dos conjuntos de irrigação por micro aspersão, e a Organoeste, que fornecerá o adubo orgânico necessário à condução do plantio.

 

          O SETOR - A diversificação do agronegócio no Estado é uma realidade e a fruticultura tem potencial elevado de aumento da capitação da renda de produtores, contudo, a atividade ainda não tem peso na economia regional. De acordo com Gisele Garcia, a atividade tem mercado, mas precisa de investimentos na parte de tecnologia de produção para alavancar o setor.

 

Embora com uma base produtiva bem diversificada – entre as culturas se destacam Abacaxi, Melancia, Banana, Laranja, Tangerina, Uva, Maracujá, Limão e Goiaba – somente 20% das frutas comercializadas, na Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa-MS), são provenientes do Estado, sendo que a região de Campo Grande contribui com 60%; o restante vem de outras regiões. Entre os municípios com maior produção de produtos hortigranjeiros no Estado estão Campo Grande, Dois Irmãos do Buriti, Terenos, Ribas do Rio Pardo e Pedro Gomes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Rock é dopado, perde luta e Paixão é anunciado campeão
TRAGÉDIA NA CIDADE
Assassinato de 3 pessoas e um suicídio assusta moradores de cidade
MORTE TRAGICA
Mulher morre após ter 98% do corpo queimado ao acender churrasqueira
CRIME DESVENDADO
Autor do Crime da Mala é identificado 11 anos depois por exame de DNA
FAMOSIDADES
Neymar paga salário de quase R$ 50 mil por mês para cada parça
ATENTADO NA ESCOLA
Aluno esfaqueia professor em escola e se fere em seguida; aulas são suspensas
CAMPO BELO RESORT
Atenção Escolas, o Campo Belo Resort é o lugar perfeito para receber grupo escolar, VEJA COMO
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
FALAM EM MILAGRE
Túmulo que verte água em cidade do Paraná intriga moradores. Não há explicação