Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
JATEÍ

Esposa quebra copo na cabeça do companheiro em Jateí

16 Jul 2010 - 16h00Por Fátima News com informações da Polícia Civil

Ilustração das lesões sofridas pela vítimaEm Jatei (MS), no dia 27 de junho de 2010, por volta das 18:30 horas, o casal Julio Soares Ferreira (24 anos) e Cristiane dos Santos, mais conhecida por Tina (27 anos), se desenteu no interior do lar, culminando com a remessa pela mulher de um copo de vidro, o qual atingiu a cabeça de Julio, causando um corte que foi suturado com três pontos.

Policiais militares foram acionados e levaram autor e vítima à Delegacia de Polícia Civil.

Na Delegacia de Polícia Civil a autora, exaltada e em estado de embriaguez, permaneceu contida algemada, enquanto a ocorrência era registrada.

A vítima prestou declarações e informou que os fatos tiveram início por ciúmes da autora, a qual, contudo, já estava alterada porque havia misturado ingestão de vinho com cerveja.

Não obstante as lesões sofridas, o companheiro-vítima não quis representar em desfavor da autora naquele momento, tendo a mesma sido liberada.

A vítima tem o prazo decadencial de seis meses para exercer o direito de representação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros