Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Esposa de vereador recebia Bolsa-Família em Minas Gerais

4 Ago 2004 - 07h41
Uma denúncia provocou o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome a determinar, pela primeira vez após a implantação do Bolsa-Família (em outubro de 2003), que um município confirme dados de renda auto-declarados das famílias do cadastro único.

O órgão descobriu que Marly Ferreira Severino, esposa do vereador Antônio Soares Severino, de Ubaporanga, em Minas Gerais, recebia R$ 80 mensais do Bolsa-Família. O salário de Severino (PMDB) é de R$ 851,58.

Para ter direito ao benefício, a família tem de ter renda mensal per capita de até R$ 50, além de estar inscrita no cadastro único. O beneficiário não precisa comprovar a renda declarada no ato do cadastramento.

 

Terra Redação

O Governo enviou ofício ao prefeito de Ubaporanga, Norberto Emídio de Oliveira Filho, dando prazo de 90 dias para que verifique se a renda das 832 famílias inscritas é compatível com a declarada. O Governo ainda não sabe quanto foi desviado. Também foram detectadas falhas na distribuição de senhas para beneficiados de Carolina e Riachão, no Maranhão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família
Execução
Homem tenta correr, mas é executado no meio da rua
Acerto de Contas
Homens falam que são policiais e matam jovem com 45 tiros
Famosidades
Lívia Andrade abre o jogo e diz que gostaria de ser a Hebe Camargo
Nodulo nos Rins
Thiago Fragoso passa por cirurgia nos rins para retirada de nódulo e se recupera bem
Novela Global
'Outro lado': Adriana e Nicolau se beijam pela primeira vez
O Apocalipse
Natália (Samara Felippo) é beijada por Dylan (Marcelo Valle) e se diverte com o jeito dele
Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos