Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 18 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Escolas estaduais terão manual para debater igualdade racial

8 Jul 2004 - 10h17
Os professores e alunos das escolas estaduais terão uma publicação específica para debater e aprofundar conhecimentos sobre a questão racial. Um convênio assinado no fim de junho, entre a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir) e a Secretaria de Estado de Educação (SED) vai possibilitar a impressão de manuais sobre o assunto, que serão distribuídos a todas as unidades da rede estadual.

A SED está recebendo R$ 66 mil para a impressão do livreto e para ações relacionadas à sua utilização, como capacitação dos professores. A formação da parceria resultou de ações conjuntas da Gestão de Igualdade Racial, da SED e da Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

O recurso foi pleiteado à Seppir porque se constatou a necessidade de sistematizar e elaborar uma publicação contendo a política pedagógica do Estado sobre a questão racial e subsídios práticos e teóricos para os professores.

O convênio foi firmado pelo assessor da Seppir, Jairo Brandizzi, e pelo secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima. A contrapartida do Estado no convênio é de 10% do valor repassado pela União.
 
 
APN

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário