Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 17 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Enersul fecha o cerco a fraudadores em Caarapó e no MS

17 Ago 2010 - 19h23Por Caarapó News

De acordo com a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), existem mais de 4,5 mil novos fraudadores de energia elétrica no Estado. O número é resultado de mais um cerco que a empresa realizou para combater o crime de furto de energia elétrica nos 73 municípios que compõe a área de atendimento da distribuidora.

 
Conforme a empresa, o trabalho executado durante o mês de julho, inspecionou cerca de 15 mil unidades consumidoras, onde 32% apresentaram irregularidade.
 
Nesse universo figuram residências, comércio, frigoríficos e até atividades voltadas ao lazer da comunidade. Foi o caso de duas lan-houses de Caarapó, flagradas na manhã dessa terça-feira (17).
 
Nos locais, os técnicos de inspeção identificaram dois tipos de fraudes: o padrão de energia de um dos prédios estava com um desvio na fiação que impedia o medidor de registrar o pleno consumo. No outro o sistema de medição estava com parte dos componentes danificada de forma criminosa para evitar o completo registro da energia consumida.

O caso também teve acompanhamento da Polícia Civil de Caarapó que além de indiciar o proprietário dos imóveis, busca agora descobrir os criminosos que estão vendendo esse tipo de artifício na cidade, induzindo o consumidor a uma falsa idéia de economia que mais cedo ou mais tarde será descoberta, gerando um outro preço: processo crime e o pagamento, com correção, de toda energia consumida e não paga durante o período da fraude.

NA MIRA

Até o final deste ano a Enersul tem como meta inspecionar mais 90 mil unidades consumidoras. Elas estão incluídas dentro de um mapeamento que leva em conta uma série de informações que vão desde atipicidade no
histórico de consumo a denúncias pelos canais de relacionamento com cliente.

A fraude de energia é crime previsto em lei com pena de até 4 anos de prisão. O combate ao furto de energia é uma ação executada a nível nacional por todas as distribuidoras para o benefício da sociedade em geral.

Atualmente o país perde, por ano, com esse tipo de crime R$ 5 bilhões, valor que dá para construir 125 mil casas populares. Só em Mato Grosso do Sul, o furto de energia elétrica causou no ano passado um prejuízo de R$ 47
milhões de reais e que causou um impacto na tarifa de energia elétrica de 2,57%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat