Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 12 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Empresário volta confirmar emissão de notas frias em Cassilândia

22 Jun 2007 - 06h00
 
O empresário Elciomar Paulo de Menezes, proprietário do Supermercado Três Irmãos, prestou depoimento hoje na Comissão Processante da Câmara Municipal de Cassilândia como testemunha de acusação no caso que investiga o esquema de fraude descoberto na Prefeitura e confirmou a emissão de notas frias para o executivo municipal.
 
No depoimento prestado à comissão Processante, formada pelos vereadores pelos vereadores Zirley Assis (PSB), Paulo Dalastra (PSDB) e Silvoney Veron (PT), Elciomar afirmou que forneceu notas frias para a Prefeitura de Cassilândia, a pedido do ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira, que também prestou depoimento hoje na Câmara do município. No entanto, o comerciante revelou que “não fazia isso todos os meses.Variava em torno de R$ 2.800,00 a R$ 3 mil ou R$ 3.100,00, no período de meados de março de 2005 ao final de 2006”, conforme relato aos presentes.
 
Sobre as licitações, que também estão sendo alvo de investigação no município, por suspeita de fraudes e irregularidades, para beneficiar certos empresários, Elciomar afirmou que “sempre vencia as licitações porque outras empresas não queriam participar”, alegou. Durante o depoimento, o comerciante revelou que uma vez chegou a entregar carnes e bebidas, na casa do prefeito José Donizete Ferreira Freitas (PT), quando a cidade foi visitada por um político.
 
No entanto, a testemunha não soube precisar data ou valor da compra, se limitando a dizer que foi um valor baixo. O ponto alto do depoimento foi quando Elciomar conformou que o pagamento pelo compra entregue na casa do prefeito foi pago com o dinheiro da prefeitura e não com recurso pessoal do chefe do executivo. O empresário de Cassilândia revelou ainda que o vice-prefeito Sebastião Pereira da Silva (PSB), conhecido como “Tião da Marieta”, que também é secretário municipal de Administração, também comprava no supermercado para a finalidade de doações, que giravam em torno de R$ 2 mil por mês.
 
Segundo Elciomar, essas compras nunca eram entregues na casa do vice-prefeito. Por fim, o comerciante revelou que as notas frias emitidas em favor da Prefeitura Municipal eram entregues diretamente ao ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira. Conforme relato de Elciomar, ele ainda possui mais de R$ 254 mil para receber da Prefeitura de Cassilândia, referente a gastos com o supermercado.

 

 

Mídia Max


Deixe seu Comentário

Leia Também

CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília
ESPORTE EM TOUROS
VÍDEO: Peão de MS morre após ser pisoteado por touro em rodeio no interior de SP
ULTIMO CAPITULO
Globo exibe último capítulo de Segundo Sol e assunto bomba
DE GLÓRIA DE DOURADOS PARA O MUNDO
Ana Karla é convidada especial da Hyundai para um talk show neste sábado em São Paulo
1ª INDIGENA NO GOVERNO
Índia da equipe de Jair Bolsonaro já atuou com Cauã Reymond e foi moradora de rua
FINAL DE NOVELA
Valentim beija Rosa em gravação que vai ao ar no fim de 'Segundo sol'; veja mais detalhes
MS CONTEMPLADO
Tereza Cristina Dias do MS é confirmada para ser ministra
EFEITO CASCATA
Bolsonaro vê com 'preocupação' aumento para ministros do STF