Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 17 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Empresário volta confirmar emissão de notas frias em Cassilândia

22 Jun 2007 - 06h00
 
O empresário Elciomar Paulo de Menezes, proprietário do Supermercado Três Irmãos, prestou depoimento hoje na Comissão Processante da Câmara Municipal de Cassilândia como testemunha de acusação no caso que investiga o esquema de fraude descoberto na Prefeitura e confirmou a emissão de notas frias para o executivo municipal.
 
No depoimento prestado à comissão Processante, formada pelos vereadores pelos vereadores Zirley Assis (PSB), Paulo Dalastra (PSDB) e Silvoney Veron (PT), Elciomar afirmou que forneceu notas frias para a Prefeitura de Cassilândia, a pedido do ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira, que também prestou depoimento hoje na Câmara do município. No entanto, o comerciante revelou que “não fazia isso todos os meses.Variava em torno de R$ 2.800,00 a R$ 3 mil ou R$ 3.100,00, no período de meados de março de 2005 ao final de 2006”, conforme relato aos presentes.
 
Sobre as licitações, que também estão sendo alvo de investigação no município, por suspeita de fraudes e irregularidades, para beneficiar certos empresários, Elciomar afirmou que “sempre vencia as licitações porque outras empresas não queriam participar”, alegou. Durante o depoimento, o comerciante revelou que uma vez chegou a entregar carnes e bebidas, na casa do prefeito José Donizete Ferreira Freitas (PT), quando a cidade foi visitada por um político.
 
No entanto, a testemunha não soube precisar data ou valor da compra, se limitando a dizer que foi um valor baixo. O ponto alto do depoimento foi quando Elciomar conformou que o pagamento pelo compra entregue na casa do prefeito foi pago com o dinheiro da prefeitura e não com recurso pessoal do chefe do executivo. O empresário de Cassilândia revelou ainda que o vice-prefeito Sebastião Pereira da Silva (PSB), conhecido como “Tião da Marieta”, que também é secretário municipal de Administração, também comprava no supermercado para a finalidade de doações, que giravam em torno de R$ 2 mil por mês.
 
Segundo Elciomar, essas compras nunca eram entregues na casa do vice-prefeito. Por fim, o comerciante revelou que as notas frias emitidas em favor da Prefeitura Municipal eram entregues diretamente ao ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira. Conforme relato de Elciomar, ele ainda possui mais de R$ 254 mil para receber da Prefeitura de Cassilândia, referente a gastos com o supermercado.

 

 

Mídia Max


Deixe seu Comentário

Leia Também

GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'
ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’