Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 19 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Empresário volta confirmar emissão de notas frias em Cassilândia

22 Jun 2007 - 06h00
 
O empresário Elciomar Paulo de Menezes, proprietário do Supermercado Três Irmãos, prestou depoimento hoje na Comissão Processante da Câmara Municipal de Cassilândia como testemunha de acusação no caso que investiga o esquema de fraude descoberto na Prefeitura e confirmou a emissão de notas frias para o executivo municipal.
 
No depoimento prestado à comissão Processante, formada pelos vereadores pelos vereadores Zirley Assis (PSB), Paulo Dalastra (PSDB) e Silvoney Veron (PT), Elciomar afirmou que forneceu notas frias para a Prefeitura de Cassilândia, a pedido do ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira, que também prestou depoimento hoje na Câmara do município. No entanto, o comerciante revelou que “não fazia isso todos os meses.Variava em torno de R$ 2.800,00 a R$ 3 mil ou R$ 3.100,00, no período de meados de março de 2005 ao final de 2006”, conforme relato aos presentes.
 
Sobre as licitações, que também estão sendo alvo de investigação no município, por suspeita de fraudes e irregularidades, para beneficiar certos empresários, Elciomar afirmou que “sempre vencia as licitações porque outras empresas não queriam participar”, alegou. Durante o depoimento, o comerciante revelou que uma vez chegou a entregar carnes e bebidas, na casa do prefeito José Donizete Ferreira Freitas (PT), quando a cidade foi visitada por um político.
 
No entanto, a testemunha não soube precisar data ou valor da compra, se limitando a dizer que foi um valor baixo. O ponto alto do depoimento foi quando Elciomar conformou que o pagamento pelo compra entregue na casa do prefeito foi pago com o dinheiro da prefeitura e não com recurso pessoal do chefe do executivo. O empresário de Cassilândia revelou ainda que o vice-prefeito Sebastião Pereira da Silva (PSB), conhecido como “Tião da Marieta”, que também é secretário municipal de Administração, também comprava no supermercado para a finalidade de doações, que giravam em torno de R$ 2 mil por mês.
 
Segundo Elciomar, essas compras nunca eram entregues na casa do vice-prefeito. Por fim, o comerciante revelou que as notas frias emitidas em favor da Prefeitura Municipal eram entregues diretamente ao ex-secretário de Finanças, Waldimiro José Cotrin Moreira. Conforme relato de Elciomar, ele ainda possui mais de R$ 254 mil para receber da Prefeitura de Cassilândia, referente a gastos com o supermercado.

 

 

Mídia Max


Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura
ACIDENTE NA ESCOLA
Criança de 7 anos tem ferimentos graves após trave de futebol cair em sua cabeça em escola
ESTUPRO
Grávida de 20 anos foi estuprada ao pegar carona. Tarado filmou a ação
ACERTO DE CONTAS
Homem é morto a facadas e tem cadeado colocado na boca
POLEMICA
Funcionária de creche chamada de 'vadia' em faixa exposta em praça de MG recebe apoio