Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Empresa recebe licença de operar fábrica de biodiesel em Rio Brilhante

16 Jul 2010 - 10h25Por Fátima News com informações do Notícias MS

O governo do Estado entregou hoje (15) à empresa Delta Biocombustíveis a Licença de Operação (LO) para a fábrica de biodiesel construída em Rio Brilhante. O empreendimento vai produzir o combustível limpo a partir de matéria-prima como soja e girassol, e deverá gerar cerca de cem empregos diretos em cada um dos turnos ininterruptos de funcionamento.

 

 

O governador André Puccinelli, acompanhado do diretor de Desenvolvimento do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Roberto Gonçalves, fez a entrega do licenciamento ao diretor de Operações Industriais da Delta, Ricardo Alonso. Com essa etapa vencida e o documento disponibilizado, o próximo passo é requerer da Agência Nacional de Petróleo (ANP), órgão que regula o setor de combustíveis, a licença de produção.

 

 

“O tempo em que essa fábrica foi feita faz Mato Grosso do Sul ser realmente um Estado respeitado. Nós estivemos aqui no dia 22 de janeiro para começar, e em menos de seis meses foi concluído. Os benefícios são importantes, mas a seriedade com que o Estado traçou todo o projeto foi marcante para nós”, afirmou Alonso, que também considera importante a parceria obtida da Prefeitura de Rio Brilhante. Antes mesmo de operar, a fábrica já trouxe benefícios, gerando até 300 empregos nos momentos de pico das obras de construção das instalações.

 

 

André Puccinelli destacou que o governo tinha o compromisso de concluir o licenciamento operacional para o empreendimento até o dia 20 de julho, e que esse prazo foi cumprido graças à eficiência da equipe de trabalho. “Queremos empreendedores no nosso Estado, por isso o governo sempre apoia quem investe, para gerar emprego e desenvolvimento”.

 

 

A planta de biodiesel é o primeiro negócio da empresa no setor. Com dez anos, ela já atua com uma matriz de etanol no Estado de São Paulo e trabalha na comercialização de energia. Planejado desde 2009, o novo empreendimento se concretizou em Mato Grosso do Sul, conforme o diretor, porque aqui o grupo encontrou matéria-prima, logística e seriedade na condução de todo o processo de implantação.

 

Com área total de 70 mil metros quadrados – sendo 7.500 metros quadrados de construção e o restante para outras atividades como estocagem e expansão, a unidade terá capacidade para produção de 300 mil litros/dia de biodiesel, a partir de óleo vegetal. Agricultores familiares deverão ser beneficiados como fornecedores de matéria-prima para extração do óleo que dá origem ao combustível renovável.

 

 

Além de iniciar a produção de biodiesel, a Delta tem pretensão de expandir o negócio e futuramente agregar a produção sucroalcooleira. O governador André Puccinelli reafirmou ao empresário que o Estado tem estimulado este setor, tanto que os incentivos públicos fizeram o número de usinas saltar de 11 para 28. “Mato Grosso do Sul é o Estado que oferece os melhores incentivos no Brasil, desde que a produção seja um mix de açúcar e álcool. E pode-se também fazer a cogeração de energia”, citou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros